Campeonato Carioca featured

Fla atropela Boavista, alivia pressão, e entra na zona de classificação: 3 a 0

4/09/2016 09:10:00 PMReginaldo Júnior

Time, que não vencia há seis jogos, respira na tabela do Carioca. Mancuello marca pela primeira vez com camisa do clube, em golaço de falta, e Guerrero encerra jejum 




O Flamengo entrou em campo eliminado e em situação complicada neste sábado, sem vitórias nos últimos seis jogos. Mas o time atropelou o Boavista, venceu por 3 a 0, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e o quadro mudou bastante. A equipe comandada por Muricy Ramalho está agora na zona de classificação para a semifinal e e luta para garantir a vaga na última rodada, contra o Bangu, no próximo domingo. O Boavista, por sua vez, praticamente deu adeus às chances. O argentino Mancuello abriu o placar com um golaço de falta, o seu primeiro com a camisa do clube em nove jogos. Os dois outros gols foram marcados por Cirino e Guerrero, que estava há cinco partidas sem balançar a rede pelo clube.

A vitória deste sábado fez o Flamengo saltar para o terceiro lugar, agora com nove pontos, e na zona de classificação. Com Vasco e Fluminense praticamente classificados, Flamengo, Botafogo e Volta Redonda brigam por duas vagas. O Boavista, com seis pontos, tem chances muito remotas depois da derrota neste sábado - se o Alvinegro somar ponto neste domingo, o time de Saquarema estará eliminado.

Mancuello, do Flamengo, comemora após marcar gol em partida contra o Boavista, válida pela Taça Guanabara, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, neste sábado. (Foto: PEDRO MARTINS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)Mancuello, do Flamengo, comemora após marcar contra o Boavista (Foto: PEDRO MARTINS/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)


Os rubro-negros dominaram os primeiros minutos, criando oportunidades. O Boavista não ameaçou em nenhum momento e, aos 18, o Flamengo abriu o placar. Mancuello, retornando ao time após mais de um mês, fez valer o ingresso e cobrou falta com perfeição, no ângulo. Foi o primeiro gol do argentino com a camisa rubro-negra. Aos 30, Cirino ampliou, em jogada iniciada por Arão, com bela assistência de Rodinei: 2 a 0.

Na etapa final, o Flamengo também foi para cima nos primeiros minutos, criando chances. Mas quem assustou de fato foi Luiz Alberto, que cabeceou no travessão. Foi marcado impedimento no lance. O time da Gávea fez mais um, aos 12, com Guerrero, em falha de Vinícius: 3 a 0 - o goleiro do Boavista sairia machucado minutos depois. A partir daí, o Boavista, que já não esboçava reação, se retraiu de vez, e o placar permaneceu inalterado.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.