Copa do Nordeste featured

Salgueiro joga mal e não resiste ao Campinense, que vence por 2 a 0 na Copa do Nordeste

3/31/2016 11:48:00 PMReginaldo Júnior

Time sertanejo não mostrou futebol que o deixou na liderança do Pernambucano






Reprodução/Esporte Interativo
Dificilmente o Sertão pernambucano terá um representante nas semifinais da Copa do Nordeste. Última esperança da região no torneio, o Salgueiro sofreu uma derrota enfática de 2 a 0 para o Campinense, que volta para casa com um pé na fase seguinte. Após perder no Cornélio de Barros, o Carcará precisa vencer por três gols de diferença para se classificar.

Com o time praticamente igual ao que derrotou o Sport na Ilha do Retiro, o Salgueiro se deparou com um Campinense muito disposto a dominar as ações de jogo nos minutos iniciais. Os paraibanos detinham a posse da bola, mas não tentava nada ousado demais - as duas equipes se estudavam.

Mas o Carcará deixava o Campinense confortável demais em campo. Não conseguia retomar o controle da bola por tempo suficiente para agredir o adversário. E assim, ficou cada vez mais difícil resistir às investidas do time paraibano, que parecia cada vez mais à vontade. Até que, em uma triangulação, Rodrigão começou a jogada, Roger Gaúcho enfiou para Jussimar e ele não perdoou, finalizando rasteiro para abrir o placar.

O gol abalou o time sertanejo. A equipe não conseguiu adotar uma estratégia mais agressiva, graças à marcação forte e bem postada da equipe do Campinense. Faltava criatividade para furar as linhas paraibanas. Por isso, o goleiro Glédson voltou para os vestiários, no intervalo, sem ter sido verdadeiramente ameaçado.

Sem reação
Na segunda etapa, o Salgueiro voltou apresentando as mesmas dificuldades. E não demorou a ser castigado pelo ataque paraibano: o atacante Rodrigão recebeu na entrada da área e deu grande passe para Jussimar, que driblou o goleiro e tocou para o fundo do gol vazio, ampliando a vantagem da Raposa.

O 2 a 0 deu ainda mais tranquilidade aos paraibanos, que valorizavam a posse da bola e deixavam os sertanejos sem saída. O tempo passava e nenhuma ideia para diminuir a desvantagem parecia ocorrer ao Carcará. Ao Campinense, restou esperar o tempo passar e comemorar a expressiva vitória no estádio que tanto tem aterrorizado os clubes recifenses.

Ficha do jogo

Salgueiro 0
Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério Paraíba, Danyel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Cássio Ortega (Paulinho Mossoró), Jefferson Berger; Piauí (Marlon), Jhon (Anderson Lessa). Técnico: Sérgio China.

Campinense 2
Gledson; Leandro Sobral (Everaldo), Joécio, Tiago Sala, Negretti; Danilo, Magno, Filipe Ramon, Roger Gaúcho (Adalgiso Pitbull); Jussimar (Chapinha), Rodrigão. Técnico: Francisco Diá

Local: Estádio Cornélio de Barros, Salgueiro (PE). Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE). Assistentes: Rodrigo Guimarães Pereira e Daniel Vidal Pimentel (SE). Gols: Jussimar, aos 19' do 1T e aos 8' do 2T. Cartões amarelos: Rodolfo Potiguar e Jefferson Berger (SAL); Leandro Sobral e Rodrigão (CAM).

Fonte: Super Esportes PE


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.