Brasileirão Série A

Com início fulminante, Vasco ganha em SC, rebaixa Joinville e segue atrás do milagre

11/22/2015 06:23:00 PMReginaldo Júnior




O Vasco segue vivo na luta milagrosa contra o rebaixamento no Brasileirão.

Neste domingo, pela 36ª rodada, na Arena Joinville, o time cruzmaltino teve um início fulminante, fez dois gols antes dos 10 minutos do jogo, segurou a pressão após levar um e garantiu a importante vitória por 2 a 1.

De quebra, a equipe carioca decretou o primeiro rebaixamento para a segunda divisão nacional: com apenas 31 pontos, o Joinville é o lanterna do campeonato.



No gramado prejudicado pela chuva que caiu antes da partida, Nenê, aos 5, aproveitou bate-rebate dentro da área e abriu o placar. Cinco minutos depois, Riascos anotou o segundo. Já aos 36 da etapa final, o zagueiro Rafael Donato descontou para os catarinenses, que pressionaram pelo empate, mas a falta de pontaria prejudicou.

Com a vitória, o Vasco sobe para 37 pontos, ultrapassa o Goiás (35) e está apenas um ponto atrás do Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento que joga ainda neste domingo contra o Fluminense, restando apenas duas rodadas para o fim do Brasileirão.

As duas últimas partidas do time cruzmaltino são contra o Santos, em casa, no próximo domingo, e o Coritiba como visitante em possível duelo direto contra a degola. O Joinville encerra sua participação contra o Cruzeiro fora e o Grêmio em casa.

O jogo

O Vasco começou a partida pressionando o Joinville mesmo fora de casa. Os cruzmaltinos conseguiram abrir o placar logo com cinco minutos. Após cruzamento na área, a zaga cortou mal e a bola sobrou para Nenê finalizar no ângulo de Agenor.

Flickr Vasco
Nenê comemora o primeiro gol do Vasco sobre o Joinville
Nenê comemora o primeiro gol do Vasco sobre o Joinville
Após o revés, o Joinville passou a buscar o ataque, mas viu o Vasco fazer o segundo gol aos nove minutos. Martín Silva chutou para frente, a bola foi escorada de cabeça no meio e Riascos aproveitou bobeada da zaga para finalizar na saída de Agenor.

O Joinville só conseguiu sua primeira finalização aos 11 minutos, em chute de Kempes para fora. No entanto, os donos da casa pouco incomodavam o goleiro Martín Silva. O Vasco, com a vantagem no placar, controlava o jogo para não sofrer sustos nem contra-ataques. Com isso, a partida ficou concentrada entre as intermediárias, sem lances de perigo.
Flickr Vasco
Riascos foi celebrar seu gol com a torcida do Vasco
Riascos foi celebrar seu gol com a torcida do Vasco
Somente aos 26 minutos, os catarinenses voltaram a criar boa chance de gol. Kempes arriscou da entrada da área, a bola desviou na zaga e, para sorte do goleiro Martín Silva, foi para fora. O lance animou o Joinville, que esboçou uma pressão sobre os vascaínos. Só que aos 33, os cariocas quase ampliaram em bonita jogada. Riascos cruzou para Nenê, que sem deixar a bola cair, chutou cruzado. O goleiro Agenor foi surpreendido, mas conseguiu fazer a defesa.

Nos minutos finais, o Vasco controlou novamente a partida e impediu os avanços do Joinville. Assim, os cruzmaltinos foram para o intervalo com boa vantagem no placar.

No segundo tempo, o Joinville voltou melhor e pressionou o Vasco nos primeiros minutos. No entanto, os donos da casa tinham dificuldade em criar boas jogadas. Na melhor chance, aos dez minutos, Marcelinho Paraíba arriscou chute cruzado, mas colocou para fora.

Aos poucos, os vascaínos acertaram a marcação e equilibraram o confronto. Só que os cariocas também não conseguiam criar boas chances de gol. Assim, o jogo voltou a ficar concentrado entre as intermediárias.

Na parte final da partida, o Vasco recuou e viu o Joinville pressionar em busca do gol. Os catarinenses desperdiçaram chance incrível aos 34 minutos. Serginho falhou e bola sobrou para Rafael Donato. O zagueiro dominou na pequena área, mas finalizou em cima de Martín Silva. No entanto, no minuto seguinte, os donos da casa chegaram ao seu primeiro gol. Após cobrança de escanteio, o mesmo Rafael Donato cabeceou, a bola quicou e enganou o goleiro Martín Silva, que a viu ir para a rede.

A partir dai, o Joinville impôs pressão ainda maior sobre o Vasco, que nitidamente se mostrava desgastado fisicamente. Os catarinenses passaram a perder diversas chance de empatar. Primeiro, Marcelinho Paraíba e, depois, Diego, não conseguiram finalizar em gol. Antes do fim, Mário Sérgio ainda fez linda jogada e cruzou para Kempes cabecear. Martín Silva estava bem posicionado para salvar os visitantes.

O Vasco conseguiu segurar o resultado até o apito final para comemorar a vitória em Joinville. Para os donos da casa, sobrou a lamentação do rebaixamento para a Série B.

FICHA TÉCNICA
JOINVILLE 1 X 2 VASCO

Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 22 de novembro de 2015, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e José Javel Silveira (RS)
Renda: R$ 134.790,00
Público: 7.026 presentes
Cartões amarelos: Rafael Donato, Kempes, Anselmo e Domingues (Joinville); Bruno Gallo, Martín Silva, Luan e Riascos (Vasco)
Cartão vermelho: Lucas Crispim (Joinville)
Gols: JOINVILLE: Rafael Donato, aos 35min do segundo tempo; VASCO: Nenê, aos 5min do primeiro tempo; Riascos, aos 9min do primeiro tempo

JOINVILLE: Agenor, Mário Sérgio, Rafael Donato, Domingues e Diego; Danrlei, Anselmo, Kadu (Lucas Crispim) e Ítalo (Marcelinho Paraíba); Kempes e Fernando Viana (Edigar Junio). Técnico: Paulo César Gusmão

VASCO: Martin Silva, Madson (Bruno Gallo), Luan, Rafael Vaz e Julio Cesar; Diguinho (Aislan), Serginho, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos (Julio dos Santos). Técnico: Jorginho

Fonte: ESPN


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.