Brasileirão Série B

Náutico joga mal, fica no empate com o CRB e se afasta da luta pelo acesso

11/14/2015 06:53:00 PMReginaldo Júnior

Jogando na Arena Pernambuco, Timbu é surpreendido pelo Galo e vê distância para o G-4 subir para quatro pontos. Alagoanos não possuem qualquer pretensão na Série B




O Náutico começou a rodada ainda empolgado com a possibilidade de entrar no G-4. Precisava vencer o CRB na Arena Pernambuco e torcer que Santa Cruz e Sampaio Corrêa tropeçassem nos seus jogos. Não aconteceu nem uma coisa e nem outra. Jogando mal, especialmente no segundo tempo, o Timbu só empatou em 1 a 1 contra os alagoanos. Gols de Pery, para o Galo, e Ronaldo Alves para os donos da casa. Nos outros jogos, o Sampaio até perdeu para o Bragantino, mas o Tricolor foi até o Rio de Janeiro e conseguiu vencer por 3 a 0.

Com os resultados da rodada, o Náutico chegou aos 57 pontos e se manteve na sexta colocação, mas a distância para o G-4, que era de dois, agora é de quatro pontos e só restam duas rodadas até o fim da Série B. O CRB, que não briga por nada, fica em 11º com 51 pontos.

Na próxima rodada, o Náutico recebe o Bahia, na Arena Pernambuco. Enquanto isso, o CRB encara o Sampaio Corrêa, no estádio Rei Pelé. Os dois jogos estão marcados para as 17h30 (horário de Brasília), do sábado. 

Náutico x CRB (Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press))Náutico x CRB (Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press))

O Náutico entrou em campo querendo definir logo a partida e antes dos dez minutos já havia criado duas boas chances com Rafael Pereira e Bergson. O Timbu mandava no jogo, mas apesar do domínio, não assustou tanto o goleiro Luciano. E o CRB, que jogava tranquilo, mostrou competência no primeiro e único ataque dos 45 minutos iniciais. Pery aproveitou bobeira da defesa pernambucana, aos 24 minutos, e mandou uma bomba de fora da área para abrir o placar. O gol não abalou o Timbu, que seguiu em cima. Dakson teve duas chances, mas parou em Juliano em ambas. Quando decidiu ser garçom, as coisas deram certo. Em boa cobrança de escanteio, aos 37 minutos, ele achou Ronaldo Alves na área para empatar o placar da primeira etapa. 
Melhor em campo no primeiro tempo, o Náutico não conseguiu repetir a boa atuação na segunda etapa. Deixou de ter a posse de bola e entrou no jogo do CRB, que nitidamente não queria mais jogo. O Timbu atacava de forma esporádica, como foi com Bergson aos sete minutos e com Dakson aos 20, mas não conseguiu acertar nem sequer a barra de Juliano. O desespero tomou conta dos pernambucanos com o passar do tempo e a pequena força ofensiva foi embora de vez. A tarde poderia ser pior se Júlio César não fizesse um milagre para salvar o chute de Clebinho aos 40 minutos.



Fonte: Globo Esporte

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.