Brasileirão Série B

Mesmo rebaixado, Mogi Mirim dificulta vida do Paysandu e empata em 1 a 1

11/11/2015 12:20:00 AMReginaldo Júnior

Time de São Paulo sai atrás no marcador, mas iguala no segundo tempo com gol de Keke. Resultado praticamente elimina as possibilidades dos bicolores em voltar ao G4




Sem grandes emoções, Mogi Mirim e Paysandu empataram em 1 a 1 nesta terça-feira, dia 10, no Estádio Romildo Ferreira, no interior de São Paulo. O resultado não altera em nada a situação do Sapo, que já está rebaixado, mas praticamente elimina as chances dos bicolores em ascender à Série A do Brasileiro no próximo ano. O Papão abriu o marcador com Betinho e o Mogi igualou com Keke.   
As duas equipes voltam a campo na sexta-feira. O Paysandu recebe o Luverdense em casa, no Mangueirão, enquanto o Mogi visita o ABC em Natal.   

Papão mais técnico; Mogi com mais vontade

Com três atacantes, o Paysandu iniciou o confronto com maior volume de jogo, mas teve dificuldade para penetrar na área adversária até os dez minutos. O Mogi Mirim, porém, quando tinha a posse de bola, era mais audacioso e levou perigo à meta de Emerson em pelo menos duas oportunidades com Keke, só que o jovem da base do Sapão não parecia estar em uma tarde inspirada.  
A diferença técnica dos elencos acabou ficando evidente ao longo da etapa inicial, sobretudo pela facilidade de penetração e criação dos paraenses. Betinho conseguiu abrir o marcador depois de uma jogada trabalhada e o Papão ainda teve chance de ampliar com Weliton Junior poucos minutos depois. Pelo lado do Sapo, muita correria, que rendeu algumas bolas paradas.  
Betinho comemoração Mogi Mirim x Paysandu Série B (Foto: Estadão Conteúdo)Betinho abriu o placar, mas Keke igualou na etapa complementar (Foto: Estadão Conteúdo)

Na volta ao segundo tempo, o cenário da partida permaneceu semelhante aos 45 minutos iniciais, com o Paysandu mais perigoso e o Mogi oscilando entre a defesa e a correria dos homens de área. A insistência surtiu efeito em bom lance de Keke, que deu um elástico no marcador do Papão e cruzou para João Lucas empurrar contra o patrimônio. A essa altura, os bicolores tinha reforçado a marcação com a entrada de Fahel, volante, no lugar de Weliton Junior, atacante.  

Para tentar a vitória, Dado Cavalcanti voltou a mexer no time e tirou Augusto Recife para a entrada de Carlinhos, homem de criação. O técnico partiu para o tudo ou nada quando colocou Misael na vaga de Roni. Ainda assim, as melhores oportunidades de passar a frente foram do Mogi. Ficou nisso: 1 a 1.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.