Brasileirão Série A

Fluminense vence, respira na Série A e complica o Vasco no Engenhão: 1 a 0

11/01/2015 07:11:00 PMReginaldo Júnior

Gerson marca e leva o Tricolor aos 43 pontos no Brasileirão, cada vez mais longe do Z-4. Cruz-Maltino perde a invencibilidade de nove rodadas e segue na lanterna




Um respira, o outro agoniza. Em um clássico emocionante no Engenhão, o Fluminense venceu o Vasco por 1 a 0 na tarde deste domingo e respirou aliviado na Série A do Campeonato Brasileiro. O gol de Gerson no último minuto do primeiro tempo levou o Tricolor aos 43 pontos, cada vez mais longe da zona do rebaixamento. Situação inversa ao do Cruz-Maltino: lanterna da competição, a equipe de São Januário perdeu a invencibilidade de nove jogos e mais uma rodada na luta contra a Série B.
Gerson Fluminense Vasco (Foto: Daniel Ramalho / Agência Estado)Gerson comemora o gol que deu a vitória ao Fluminense por 1 a 0 no Engenhão (Foto: Daniel Ramalho / Agência Estado)

Os rivais ajudaram, mas o Vasco não. Das equipes da parte de baixo da tabela, nenhuma venceu na rodada. Se vencesse, o Cruz-Maltino ficaria a dois pontos de sair da zona do rebaixamento. A derrota aumentou a distância para cinco pontos. Faltam cinco jogos e 15 pontos em disputa. Já o Tricolor voltou a vencer o adversário depois de três anos.

O Fluminense volta a campo no próximo sábado para enfrentar a Chapecoense, às 21h (de Brasília), no Maracanã. No dia seguinte, às 17h (de Brasília), o Vasco encara o Palmeiras em São Paulo.
O lanterna era o Vasco. Mas o Fluminense parecia querer mais a vitória. Pelo menos no primeiro tempo, esse foi o panorama no Engenhão. Mesmo sem o capitão Fred, o Tricolor mostrava mais empenho e organização em campo. Com Scarpa e Gerson em boa tarde, o clube das Laranjeiras teve as melhores chances da etapa. Enquanto isso, o Cruz-Maltino pouco criava e dependia das bolas paradas, com em falta cobrada por Rodrigo e defendida por Diego Cavalieri. Vinícius e Gum já tinham perdido boas chances quando Gerson aproveitou a sobra de um chute de Osvaldo para abrir o placar no último minuto da primeira etapa.

A atuação apática até então levou Jorginho a mexer no intervalo. Colocou Rafael Silva e Riascos em campo, mas ainda assim o Vasco tinha dificuldades para atacar e dava espaços que o Fluminense não aproveitava. Com menos de 20 minutos, o técnico deu sua última cartada com a entrada de Eder Luis no lugar de Julio dos Santos. Só então o time começou a responder: Wellington Silva salvou chute de Nenê em cima da linha, Riascos acertou o travessão de cabeça. Higor Leite ainda foi expulso ao simular um pênalti, o que deu origem à pressão vascaína. Mas o gol de empate não saiu. Aproveitando o desespero do rival, Wellington Silva ainda conseguiu perder um gol incrível. No fim, respiro tricolor e agonia vascaína no Engenhão.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.