Brasileirão Série A

Em jogo com apagão e atraso, Chape aproveita nervosismo do Inter e vence

11/19/2015 11:25:00 PMReginaldo Júnior

Time de Guto Ferreira superou os gaúchos por 1 a 0, com gol de Ananias




Teve de tudo na Arena Condá na noite desta quinta-feira. Chuva, apagão e um atraso de 50 minutos marcaram o início da partida entre Chapecoense e Inter. Em campo, os donos da casa se aproveitaram do descontrole dos gaúchos, venceram por 1 a 0 e se afastaram ainda mais do perigo do rebaixamento.
D'Alessandro Inter Internacional Chapecoense (Foto: Ricardo Duarte / Divulgação, Internacional)D'Alessandro não evitou a derrota do Inter para a Chapecoense (Foto: Ricardo Duarte / Divulgação, Internacional)

O gol da partida saiu com Ananias. Aos 17 minutos, Juan foi expulso por falta em Túlio de Melo. A infração acabou cobrada dois minutos depois. Cléber Santana rolou para Dener, que colocou a bola na cabeça de Ananias. O atacante se aproveitou da indecisão entre Paulão e Rodrigo Dourado e escorou para as redes, sem chances para defesa de Alisson.

Com o resultado, a Chapecoense soma 46 pontos e ocupa a 13ª colocação. Já o Inter acumula 53 e está em sexto. Na próxima rodada, a equipe de Guto Ferreira enfrenta o Figueirense no Orlando Scarpelli. O Colorado disputa o Gre-Nal no Beira-Rio. Ambas as partidas ocorrerão no domingo às 17h.

Muita água, pouco jogo

A forte chuva que assolou Chapecó atrasou o começo da partida em quase uma hora. A cidade ficou sem luz e as equipes precisaram esperar que a energia da Arena Condá fosse restabelecida. E, quando, enfim, a bola rolou, as poças d’água viraram o principal tormento de Chape e Inter, pois evitava a progressão das jogadas. Quem primeiro se adaptou às condições do gramado foi Apodi, que avançava com naturalidade e infernizava Anderson e Ernando. Após as arrancadas iniciais, o Inter conseguiu conter os avanços do lateral-direito. 

O primeiro lance de perigo, entretanto, veio com o Inter. Aos 17 minutos, a bola parada tão trabalhada por Argel quase deu novos frutos. Vitinho cobrou falta na cabeça de Paulão. Por azar, a bola saiu à esquerda do gol de Nivaldo. O lance empolgou os colorados, que se soltaram. Seis minutos depois, Anderson desarmou o adversário no meio de campo e lançou Vitinho, que chutou por cima. A Chapecoense não se assustou e trocou a estratégia. Sem espaço com Apodi, começou a subir com Dener, que levava a melhor sobre William. Apesar disso, não conseguia levar perigo ao gol de Alisson.

Inter se descontrola e Chape aproveita

O Inter voltou para o segundo tempo disposto a abrir o placar. Aos 4 minutos, Ernando chutou cruzado da esquerda. A bola quicou em frente a Nivaldo, que mandou para escanteio para não se complicar. Na cobrança, Rodrigo Dourado obrigou o goleiro da Chapecoense a fazer nova intervenção. Aos oito minutos, os donos da casa mandaram a bola aos fundos das redes de Alisson. Túlio de Melo, que completou de cabeça a falta, foi flagrado em impedimento.

O lance irregular acordou a Chapecoense. E, em 12 minutos, o jogo mudou. Aos sete, Juan levou cartão amarelo por falta em Apodi. Dez minutos depois, deu uma entrada dura em Túlio de Melo e acabou expulso. O Inter se descontrolou. D’Alessandro reclamou e também foi advertido. E, na cobrança de falta, a punição. Cléber Santana tocou para Dener cruzar para Ananias, que superou Alisson.

Os gaúchos seguiram irritados. D’Ale bateu boca com Marcelo de Lima Henrique. Argel levou uma bronca do árbitro. Aos 36, Nicolás Freitas e William não gostaram de ver Camilo no chão e o repreenderam. No minuto seguinte, mais uma vez, o capitão colorado esteve em meio a uma polêmica. O gringo foi buscar a bola no banco de reservas da Chapecoense. Ao se aproximar e ver que acabou devolvida, se desentendeu com membros da comissão catarinense. Os minutos finais de partida tiveram poucos lances de perigo. Final de jogo: 1 a 0 Chape.




Fonte: Globo Esporte

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.