Brasileirão Série B

América-MG goleia Vitória, no Horto, e fica a um empate do retorno à Série A

11/11/2015 12:14:00 AMReginaldo Júnior

Com atuação impecável de Marcelo Toscano aliada à expulsão de Rhayner, do Rubro-Negro, o time mineiro vence os baianos por 4 a 0, no Independência




O América-MG está com um pé na Série A. A vitória por 4 a 0 sobre o Vitória, no Independência, deixa o Coelho a um ponto do sonhado retorno à elite do futebol brasileiro. Os gols de Diego Lorenzi, Marcelo Toscano, Richarlison e Pablo fizeram justiça ao melhor futebol apresentado pelo time de Givanildo Oliveira.

Marcelo Toscano comemoração América-MG x Vitória (Foto: Estadão Conteúdo)Diego Lorenzi festeja primeiro gol do América-MG sobre o Vitória (Foto: Estadão Conteúdo)

O jogo foi marcado por dados importantes. Foi a primeira vez na história que o América-MG sai de campo diante do Vitória com o triunfo. Nas últimas 13 partidas, os baianos venceram dez e houve três empates. E a partida foi a centésima do América-MG no novo Independência, que agora tem 49 vitórias, 27 empates e 24 derrotas.

O Vitória teve a partida comprometida por ter perdido o atacante Rhayner, aos 37 minutos, expulso infantilmente ao dar carrinho em Marcelo Toscano, mesmo estando amarelado. O técnico Vágner Mancini tentou colocar o time no ataque após o placar desfavorável, mas o Coelho foi o dono das ações da partida.

O jogo
Depois de um início de muita pressão, o América-MG não demorou a abrir o placar. Marcelo Toscano fez bela jogada de linha de fundo e cruzou para Diego Lorenzi aparecer no meio da área e completar para o gol. Diego substituía Rodrigo Souza. Foi a escolha de Givanildo Oliveira, já que o volante concorria com o Thiago Santos.
E o melhor jogador do primeiro tempo não poderia ir para o intervalo sem deixar sua marca. Marcelo Toscano foi lançado na velocidade, dominou, esperou a bola tocar o chão e soltou a bomba, sem chances para Gatito Fernández. Foi o 14º gol dele, vice-artilheiro da Série B, atrás de Zé Carlos, do ABC, que tem 17 gols.

No segundo tempo, o Coelho foi impiedoso. Os baianos foram em busca da diminuição do placar, mas os mineiros ampliaram com Richarlison e Pablo, ambos, com duas assistências de Marcelo Toscano, o nome do jogo.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.