Brasileirão Série B

Náutico bate Santa Cruz, tira rival do grupo de elite e cerca G-4 da Série B

10/17/2015 07:37:00 PMReginaldo Júnior

Em clássico movimentado, tricolores não seguram ímpeto maior dos alvirrubros na etapa final, após empatarem no primeiro tempo por 1 a 1; Hiltinho foi o nome do jogo




Tudo parecia favorecer o Santa Cruz, diante do Náutico: o time tricolor tinha mais torcida ao lado, vivia momento melhor, apresentava um futebol mais vistoso. Mas, dentro do Arruda, neste sábado, pela Série B, como costuma acontecer em clássicos, nada disso entrou em campo. O Náutico foi superior ao rival e, de virada, ganhou por 3 a 1. Com dois belos gols, o meia Hiltinho foi o destaque da partida. O outro gol alvirrubro foi marcado por Bergson. O Santa havia saído na frente com Bruno Moraes, de pênalti.
O resultado não coloca o Timbu no G-4 da Segundona, mas faz o time encostar nele: agora, apenas dois pontos separam a equipe do pelotão da frente. A vitória também tem efeito duplo - já que tira o Santa Cruz lá de cima. A Cobra Coral caiu para o sexto lugar. Para ficar onde estão, ambos dependem do resultado do Paysandu, que enfrenta o Macaé, às 21h.

Os pernambucanos só voltam a se apresentar na Série B do Campeonato Brasileiro no próximo sábado. O Náutico tem encontro marcado com o Botafogo, na Arena Pernambuco, às 16h30 (Horário do Recife). O desafio dos tricolores é longe do Arruda. O Santa Cruz pega do Atlético-GO, no mesmo horário, no Serra Dourada.

Santa Cruz x Náutico Série B (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Santa Cruz não resistiu aos contra-ataques puxados pelo Náutico na etapa final (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
No início do jogo, a ansiedade típica dos clássicos. Muita pegada, marcação forte, faltas em excesso... E pouco futebol. À medida que o tempo passou, contudo, as estratégias ficaram mais claras. O Santa tomava a iniciativa. O Náutico, com três volantes, esperava a ação adversária para reagir em contra-ataques. O equilíbrio deu a tônica do duelo. Até o gol marcado em pênalti que os alvirrubros contestaram. Bruno Moraes - substituto de Grafite - cobrou com categoria, abriu o placar. A empolgação coral, porém, não durou muito. Pouco depois, em jogada muito bem trabalhada, o Timbu chegou ao empate com Bergson.

O equilíbrio que se viu no primeiro tempo desapareceu no segundo. O Náutico encaixou dois contra-ataques, que Hiltinho aproveitou muito bem, e abriu uma vantagem que o Tricolor não conseguiu mais recuperar. Em desvantagem, o Santa Cruz tentou diminuir, mas não mostrou nem futebol, nem tranquilidade para isso. A vitória foi alvirrubra: 3 a 1.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.