Brasileirão Série A

Weverton atrás, Walter na frente: Furacão segura Flu e vence no Maraca

10/24/2015 06:40:00 PMReginaldo Júnior

Com cinco boas defesas, goleiro controla pressão tricolor. Atacante marca no 1 a 0, que dá fim a duplo jejum dos paranaenses. Time carioca é pior do returno e teme Z-4




O Atlético-PR não vencia há nove jogos. Eram dez sem gol de Walter. Pois graças ao atacante o Furacão derrotou o Fluminense, neste sábado, no Maracanã, por 1 a 0 e voltou a respirar no Brasileirão. Abriu nove pontos da zona do rebaixamento, grupo que o Tricolor teima em ficar perto. Com a pior campanha no returno, 11 derrotas em 14 partidas, tem sete pontos à frente dos quatro últimos.   
Além de Walter, outro ex ganhou do Flu: o treinador Cristóvão Borges. O Atlético-PR, ao menos neste sábado, ganhou duas posições: é o 11º, com 42 pontos. O Tricolor caiu para 13º, com 40 pontos. A Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana entram em cena na quarta-feira. Em São Paulo, o Tricolor tenta chegar à final ao encerar o Palmeiras. Mesmo dia em que o Furacão vai a Luque, no Paraguai, encarar o Sportivo Luqueño por classificação à semifinal. Vasco e Chapecoense, respectivamente, no domingo, são os próximos rivais no Brasileiro.   

Walter Atlético-PR Fluminense (Foto: Ag Estado)Walter comemora gol marcado a favor do Furacão: fim de seca de dez jogos e vitória contra o Flu (Foto: Ag Estado)

Mesmo com chances de título em outras competições, Fluminense e Atlético-PR aturam com o que tinham de melhor. A ideia era pontuar para dar fim ao risco de rebaixamento no Brasileirão. Mas só o time carioca atuou, especialmente no primeiro tempo. A posse de bola (60% a 40%) e o números de finalizações (11 a seis) indicaram a superioridade. Que só não se refletiu no placar pela atuação de Weverton, com boas defesas em chutes de Vinícius, Scarpa e Cícero. O paranaense só arriscou em chutes sem direção de Walter. Logo no primeiro minuto da etapa final, o goleiro impediu gol de Magno Alves. A história parecia que iria se repetir... Mas o Furacão equilibrou. Quase marcou com Marcos Guilherme. Mas foi Walter, ao se desmarcar de Gum, que abriu o placar, de cabeça, após cruzamento de Marcos Guilherme. Aí, o Flu se perdeu. Com muitos passes errados (43 a 19), não teve forças para empatar. Ainda viu Marcos Junior finalizar, ao final do jogo, e Weverton fazer mais uma ótima defesa.    

Nem a venda de cerveja levou bom público ao Maracanã. Depois de mais de 30 mil na quarta, pela Copa do Brasil, os tricolores não chegaram a 10 mil. Foram 8.995 (7.012 pagantes). Renda: R$ 225.320.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.