Brasileirão Série A

Irreconhecível, Santos é dominado pela Ponte, perde invencibilidade e não entra no G-4

9/13/2015 01:08:00 PMReginaldo Júnior




Gazeta Press
Bady Comemora Gol Ponte Preta Santos Brasileiro Futebol
Bady comemora primeiro gol da vitória da Ponte Preta sobre o Santos
Eram dez jogos de invencibilidade e a possibilidade finalmente concreta de adentar ao G-4 do Campeonato Brasileiro. O clima das 11 horas da manhã era propício para o Santos comemorar mais uma vitória fora de casa. Só faltou combinarem com a Ponte Preta.

Na matinê deste domingo, jogando no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, o time da Baixada foi amplamente dominado - principalmente nos contra-ataques -, perdeu por 3 a 1 para a equipe do Interior de São Paulo e perdeu sua grande chance de voltar ao grupo dos quatro primeiros do torneio em partida válida pela 25ª rodada.

A fase da Ponte, convenhamos, não era das mais animadoras. Eram seis jogos sem vitória, sendo três empates e outras três derrotas - a última delas em casa para o lanterna absoluto Vasco da Gama. Para voltar a vencer, vale até apelar para a superstição. Funcionários da equipe mandante colocaram, atrás das bandeirinhas de escanteio, dentes de alho e sal grosso. E deu certo. Até demais.

Foram precisos apenas 45 minutos para a Ponte Preta resolver o jogo. O primeiro gol foi marcado por Bady. Logo aos oito minutos, Felipe Azevedo arriscou de longe, Vanderlei espalmou para o lado, Biro Biro pegou o rebote e cruzou para Borges. O goleiro do Santos fez um milagre, mas a bola sobrou para o camisa 10 colocar para o fundo do gol.

O segundo veio 14 mintuos depois. Aos 22, Falta cobrada para a área, e a zaga do Santos bateu cabeça. Renato Chaves cabeceou para a pequena área e Ferron, livre de marcação, colocou mais uma vez para o gol vazio.

Gazeta Press
Lucas Lima Santos Ponte Preta Futebol Brasileiro
Lucas Lima foi bem marcado por Josimar
O terceiro e derradeiro tento aconteceu no finalzinho do primeiro tempo, quando todos já se preparavam para voltarem ao vestiário. Rodinei puxou contra-ataque mortal, cruzou nos pés de Felipe Azevedo que bateu firme na trave. No rebote, a lei do ex, que nunca falha, voltou a funcionar. Borges só cutucou para ampliar e fechar o marcador no Moisés Lucarelli. Resultado para ninguém colocar defeito e levantar a torcida pontepretana, com direito até a gritos de "olé".

No último minuto ainda deu tempo dos santistas comemorarem um pouco. Leandro achou Rafael Longuine livre de marcação pelo meio. O camisa 17 bateu com estilo para diminuir.

Com a derrota, o Santos perdeu uma posição para o Internacional, que bateu o Coritiba, no último sábado por 1 a 0. Agora, é o oitavo, ainda com 37 pontos, mas pode perder ainda mais lugares com uma combinação de resultados. Pior, chegará à 184ª rodada sem adentrar o grupo dos times que vão à Libertadores. Isso não acontece desde outubro de 2010, quando chegou ao terceiro posto. Na próxima rodada, o time da Baixada volta à Vila Belmiro, onde enfrenta o vice-líder Atlético-MG, na quarta-feira, às 22h (de Brasília).

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 3 X 0 SANTOS

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 13 de setembro de 2015, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Público: 8.273 torcedores
Renda: R$ 208.610,00
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Carlos Nogueira e Émerson Augusto de Carvalho
Cartões amarelos: Josimar, Fernando Bob e Borges (Ponte Preta); David Braz, Daniel Guedes (Santos)

Gols:
SANTOS:
PONTE PRETA: Bady, aos oito, Ferron, aos 22 e Borges aos 43 minutos do primeiro tempo.

PONTE PRETA: Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Josimar (Élton), Fernando Bob e Bady (Juninho); Felipe Azevedo, Borges (Alexandro) e Biro Biro.
Técnico: Doriva

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes (Neto Berola), Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Lucas Otávio, Marquinhos Gabriel (Rafael Longuine) e Lucas Lima; Ricardo Oliveira e Gabriel (Leandro).
Técnico: Dorival Júnior
Fonte: ESPN


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.