Brasileirão Série B

Paraná arranca vitória diante do Boa Esporte no reencontro com Nedo Xavier

9/01/2015 11:09:00 PMReginaldo Júnior




Reprodução
Paraná derrotou o Boa Esporte nesta terça-feira
Paraná derrotou o Boa Esporte nesta terça-feira
No reencontro com o técnico Nedo Xavier, o Paraná Clube foi ao Estádio Melão, em Varginha, e arrancou uma vitória, de virada, por 2 a 1, diante do Boa Esporte, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, os donos da casa estacionaram nos 23 pontos, seguindo na zona de rebaixamento, enquanto o Paraná, com 29 pontos, pula para a 11ª colocação.

A equipe mineira abriu o placar aos 25 minutos da primeira etapa, com Erick Luis, que aproveitou sobra de bola para chutar no canto e balançar a rede. No segundo tempo, Rafael Costa, de fora da área, também acertou o cantinho para deixar tudo igual. Até que, aos 44 minutos, Carlinhos chutou, a bola desviou na zaga e foi para a rede.

Na próxima rodada, o Boa Esporte enfrenta o Paysandu, sábado, no Estádio Mangueirão, em Belém. Já o Paraná Clube entra em campo na sexta-feira, quando recebe o Bahia, na Vila Capanema.

O jogo

O Paraná começou pressionado e, aos três minutos, arriscou seu primeiro chute com Rafael Carioca, que bateu de fora da área, por cima da meta. Um minuto depois, levantamento para Henrique, que testou firme e carimbou a trave mineira. A equipe paranista tentava explorar a lateral do campo Aos nove minutos, Rafael Carioca desceu pela esquerda, mas o cruzamento parou na defesa.

O Boa finalmente apareceu no ataque aos 18 minutos, em lançamento em profundidade de Clebson, que exigiu a saída de Felipe Alves do gol para ficar com a bola. Aos 22, levantamento de bola para Gabriel Dias meter a cabeça pela linha de fundo, com perigo. Os donos da casa subiram de produção, até que, aos 25 minutos, Erick Luis pegou sobra de bola, teve tempo para dominar e chutar no cantinho, com ajuda da trave, para abrir o placar.

O Paraná tentou dar o troco rapidamente, aos 27 minutos, em um chute forte de Fernandes que Andrey fez a defesa. Em cobrança de falta, Danielzinho mandou no meio do gol e facilitou a vida de Andrey. O Paraná voltou a dominar as ações, mas tinha dificuldade nas finalizações. Aos 39 minutos, Rafael Carioca partiu para a jogada individual e soltou o petardo, por cima do gol.

Depois do intervalo, as equipes voltaram sem mudanças. Porém, o técnico Fernando Diniz esperou apenas sete minutos para mexer no Paraná, sacando Gustavo Sauer para a entrada de Fernando Viana. Aos 10 minutos, Rafael Costa cobrou escanteio, Danielzinho não pegou e Ricardinho arrematou para boa intervenção de Andrey. No lance seguinte, Henrique tentou o chute e praticamente recuou para o goleiro.

Mesmo com o time cheio de atacantes após as mudanças, o Tricolor continuava com dificuldades para criar. Aos 18 minutos, Carlinhos cruzou, a bola passou por toda a área e, do outro lado, Rafael Costa isolou. O tempo passava e o resultado parecia que não mudaria tão facilmente.

Foi quando, aos 31 minutos, Rafael Costa, de longe, arriscou o chute e a bola morreu no fundo da rede para deixar tudo igual no placar. Carlão buscou o dele até o último minuto, e ele quase veio aos 43 minutos, em um chute por cima da meta.

Até que, aos 44 minutos, Carlinhos pegou sobra, chutou sobre a defesa e viu a bola ir para o fundo do gol para garantir a virada.
FICHA TÉCNICA:
BOA ESPORTE 1 X 2 PARANÁ

Local: Estádio Municipal, em Varginha (MG)
Data: 01 de setembro de 2015 (terça-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias (Asp.Fifa-PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Cartões amarelos: Clebson, Pirão e Tadeu (Boa); Gustavo Sauer, Rafael Carioca e Rafael Costa (Paraná)
GOLS:
BOA ESPORTE: Erick Luis, aos 25 minutos do primeiro tempo
PARANÁ: Rafael Costa, aos 31 minutos e Carlinhos, aos 44 minutos do segundo tempo

BOA ESPORTE: Andrey; Moacir, Raphael Silva, Everton Sena e Pirão; Gabriel Dias, Alê, Leonardo e Clebson; Erick Luis (Felipe Alves) e Tadeu (Thaciano).
Técnico: Nedo Xavier

PARANÁ: Felipe Alves; Ricardinho (Carlinhos), Luiz Felipe, Anderson Uchôa e Rafael Carioca; Fernandes, Gustavo Sauer (Fernando Viana), Rafael Costa e Danielzinho; Henrique (Léo Coelho) e Carlão.
Técnico: Fernando Diniz

Fonte: ESPN



You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.