Brasileirão Série B

Náutico tropeça, periga se afastar do G-4 e Sampaio senta na vice-liderança

9/04/2015 11:10:00 PMReginaldo Júnior

Empate na Arena Pernambuco foi bom para maranhenses, que esperam decorrer da rodada para definir posição; alvirrubros tem tudo para se distanciar da elite da Série B




O Náutico continua invicto na Arena Pernambuco. Mas o resultado foi melhor para o Sampaio Corrêa. O empate por 1 a 1, entre as equipes, nesta sexta-feira, pela Série B, foi ruim para o Timbu, que, na sétima colocação, com 36 pontos, deve ver distância maior para o G-4 - hoje é de dois pontos -, ao fim da rodada 23ª rodada. Isso porque, fora os maranhenses, todos os integrantes do grupo de elite têm confrontos por fazer. Quem deve permanecer na zona de acesso é o Tubarão, que chegou aos 39, e sentou na vice-liderança da Série B, pelo menos por enquanto.
O próximo compromisso do Náutico é na segunda-feira, feriado da Independência, fora de casa. Os alvirrubros se encontram com o Ceará, no Castelão, às 19h. Já o Sampaio Corrêa volta a se apresentar em seus domínios, na terça-feira, às 16h30, diante do América-MG.

Náutico x Sampaio Série B (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)Náutico x Sampaio foi um jogo parelho na Arena Pernambuco (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Numa Arena Pernambuco com pouco público, o Sampaio não sentiu pressão. Sem um pingo de intimidação, tomou as rédeas da partida. Bem distribuído em campo, chegou com perigo duas vezes e parecia que o gol era uma questão de tempo. Assim foi. Aos seis minutos, Nadson bateu escanteio e Diones cabeceou forte para abrir o placar. Foi a ducha de água fria que o Náutico precisava para acordar. Aos poucos, equilibrou as ações, até que Patrick Vieira deixou tudo igual, aos 17 minutos. Assim como o marcador, o jogo ficou parelho - mas as chances diminuíram. E o primeiro tempo acabou sem graça.

Diferentemente do que aconteceu na etapa inicial, o Náutico voltou melhor no segundo tempo. Pareceu que a conversa no vestiário sacudiu o time. Bem melhor ofensivamente, tentou, mas encontrou uma marcação forte dos maranhenses - que só esperavam o contra-ataque perfeito. Os alvirrubros foram para cima a ponto do time ter quatro atacantes no fim do jogo - Bergson, Douglas, Daniel Morais e Renato. O Tubarão se segurou como pôde e teve chance de matar o confronto, mas Ronaldo Alves salvou um gol de Jheimy. Embora os pernambucanos martelassem, o placar não saiu do empate. Melhor para o Sampaio, pior para o Náutico, que saiu vaiado de campo.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.