Brasileirão Série A

Sob olhar de Mano, Cruzeiro supera a Ponte em jogo marcado de polêmicas

9/02/2015 10:45:00 PMReginaldo Júnior

Gol de Vinicius Araújo nos acréscimos revolta a Macaca, que reclama de pênalti não marcado e gol mal anulado de Borges. Das tribunas, técnico celeste festeja resultado




Mano Menezes certamente aprovou alguns pontos vistos do novo time nesta quarta-feira à noite em Campinas. Das tribunas do Moisés Lucarelli, o treinador viu um Cruzeiro aguerrido o suficiente para vencer no Campeonato Brasileiro depois de quatro rodadas. O gol nos acréscimos, marcado por Vinicius Araújo, somado ao de Willians no primeiro tempo, garantiu o 2 a 1. Do outro lado, sobram motivos para a Ponte Preta lamentar um placar que poderia facilmente ser diferente.

Jogadores e torcedores da Macaca reclamaram durante e, principalmente, depois do jogo desta noite por lances capitais que definiram o resultado a favor dos mineiros. Em lances separados por poucos minutos, houve um pênalti de Bruno Rodrigo em Borges, bem como um gol mal anulado do camisa 9. Pouco depois, o Cruzeiro garantiu a vitória em contra-ataque concluído por Vinicius Araújo, em cruzamento originado após um impedimento não assinalado.

Leandro Damião, Cruzeiro X Ponte Preta (Foto: Marcos Bezerra / Estadão Conteúdo )Cruzeiro se reabilita diante da Ponte e se afasta da zona de rebaixamento (Foto: Marcos Bezerra / Estadão Conteúdo )


Os pouco mais de cinco mil torcedores presentes ao Majestoso não deixaram por menos e vaiaram muito o árbitro Emerson Sobral, que saiu escoltado por policiais. Antes, mesmo com o fim da partida, o juiz expulsou o atacante Biro Biro, autor do gol da Macaca e um dos muitos a reclamar dos lances de interpretação da arbitragem

Paulistas e mineiros voltam a campo pelo Brasileiro lado a lado no domingo de manhã. Agora em casa, o Cruzeiro estreia Mano Menezes contra o Figueirense, no Mineirão. É duelo direto entre times que brigam contra o rebaixamento. A Ponte reencontra a Chapecoense, que a tirou da Sul-Americana há poucos dias, fora de casa, na Arena Condá.

Cruzeiro; Vinícius Araújo (Foto: Mauro Horita/Light Press)Vinícius Araújo comemora o gol (Foto: Mauro Horita/Light Press)

O jogo

O primeiro tempo foi do Cruzeiro, com postura muito diferente após a saída de Vanderlei Luxemburgo. Dispostos a mostrar serviço ao novo treinador, os jogadores trocaram passes no campo de ataque, adiantaram a marcação e se impuseram desde o princípio. O gol de Willians, em chute dentro da área sem condições de defesa para Marcelo Lomba, apenas refletiu a superioridade do time visitante. Em casa, a Ponte chutou uma bola só no gol, com Biro Biro.

A postura foi outra no segundo tempo. A Macaca ganhou dinâmica com as entradas de Diego Oliveira e Adrianinho. Biro Biro, após sobra da defesa, acertou o canto direito de Fábio e inflamou o Moisés Lucarelli. A Ponte reverteu o controle da partida, mas foi prejudicada por lances muito polêmicos.

Borges foi derrubado por Bruno Rodrigo na área e, pouco depois, aproveitou desvio da zaga para balançar as redes. A arbitragem não marcou o pênalti e também invalidou o gol do time paulista. Para piorar, o lance que decretou a vitória cruzeirense também foi ilegal. Willian, em posição de impedimento, cruzou para Vinicius Araújo balançar as redes.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.