Brasileirão Série B

Zé Carlos retorna com gol, CRB vence Mogi e sobe na tabela da Série B

9/26/2015 06:56:00 PMReginaldo Júnior

Atacante se isola na artilharia do Segundona e Alvirrubro chega a cinco jogos sem perder na competição. Equipe paulista perde mais uma e segue na lanterna 




O CRB segue subindo na tabela de classificação da Série B. Neste sábado, o Galo derrotou o Mogi Mirim no Estádio Rei Pelé, ganhou duas posições na Segundona e ampliou a sequência invicta para cinco jogos. Zé Carlos, longe do time há seis rodadas, voltou com o faro de gol em dia anotando o segundo gol e se isolou na artilharia da Segundona.
CRB x Mogi Mirim - Zé Carlos comemora com Mazola Júnior (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)CRB x Mogi Mirim - Zé Carlos comemora com Mazola Júnior (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
Com dificuldades para entrar pelo meio da defesa adversária, o Alvirrubro apostou na força aérea
para construir o resultado. Após o primeiro tempo enroscado, dois cruzamentos precisos furaram o bloqueio. Bocão para Maxwell e Cañete para Zé Carlos foram as conexões que terminaram em duas cabeçadas precisas, sem chance para o goleiro Mauro. O Sapão tentou pressionar no final, chegou a diminuir com Val Barreto, mas os alagoanos seguraram o resultado.

Com mais três pontos na conta, o Alvirrubro chegou a 37 e ocupa a 11ª colocação. Daqui a uma semana, o time viaja até Varginha e encara o Boa Esporte pela 29ª rodada, às 16h30, no Estádio Municipal.  O Mogi vê sua situação no campeonato se complicar ainda mais. Com apenas 22 pontos, os paulistas estão a 9 da primeira equipe fora da zona de rebaixamento. O próximo compromisso do Sapão será também no sábado, às 21h, no Estádio Romildo Ferreira, contra o AMérica-MG.

Primeiro tempo sem gols

O Galo iniciou a partida tentando pressionar os visitantes, mas acabaou esbarrando no bom bloqueio do Mogi. Recuada, a equipe paulista tentava especular nos contra-ataques. Aos 15, a primeira boa chance do CRB com Clebinho, que arriscou de fora da área a direita do gol de Mauro. Luiz Fernando respondeu cinco minutos depois e cruzou na cabeça de Franco. O atacante apareceu livre na segunda trave, mas não conseguiu acertar a cabeçada.

Nos minutos finais, o Alvirrubro aumentou o ritmo. Josa, lesionado, saiu para a entrada de Maxwell e o atacante entrou arrepiando. Já no primeiro lance, ele aproveitou bobeira do goleiro do Mogi e deu assistência para chute perigoso de Zé Carlos. Na sequência, aproveitou bola mal afastada após cobrança de escanteio e exigiu defesa arrojada do goleiro do Sapão. O Mogi guardou a investida mais perigosa para o final, com Heleno assustando o goleiro Júlio César.

Segundo tempo agitado

O Galo voltou para a etapa final querendo construir logo o resultado. Logo nos primeiros minutos, um ensaio para a jogada do gol. Maxwell escorou cruzamento para Zé Carlos, que girou e chutou travado na zaga. Pouco tempo depois, Bocão cruzou na cabeça de Maxwell, que cabeceou sem chance no canto esquerdo de Mauro e abriu o placar. Mais uma vez por cima, Jussani mandou para as redes, mas o lance foi anulado por impedimento do zagueiro.

Aos 21 Ruster chutou cruzado e Júlio César precisou se esticar para evitar o pior. Apenas um susto. Agora com a redonda parada, Cañete cruzou na cabeça de Zé Carlos e o artilheiro testou firme no canto esquerdo: 2 a 0. Minutos depois o lance mais inacreditável do jogo. Val Baiano recebeu livre na grande área, driblou Júlio César e, com o gol todo à sua disposição, tropeçou sozinho e desperdiçou a chance de maneira bizarro. Ainda deu tempo para o atacante se redimir, e anotar o seu aos 40, desviando a redonda para o gol após cobrança de escanteio, mas foi só.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.