Brasileirão Série B

Em confronto equilibrado, Vitória e Oeste ficam no empate no Barradão

8/25/2015 10:14:00 PMReginaldo Júnior

Resultado de 1 a 1 na partida em Salvador mantém time baiano na liderança, porém com a posição sob risco. Rubrão segue no meio da tabela, mas ainda perto do Z-4




frame Vitória x Oeste (Foto: Reprodução/TV Bahia)
Lance da partida entre Vitória e Oeste, disputada no estádio Barradão (Foto: Reprodução / TV Bahia)
 
Vitória e Oeste fizeram na noite desta terça-feira um duelo equilibrado na abertura da 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e que terminou empatado em 1 a 1. O resultado da partida, disputada no estádio Barradão, em Salvador, impediu que as equipes se reabilitassem na competição: enquanto o líder Vitória vinha de derrota para o Sampaio Correa, o Oeste tentava pôr fim à série de quatro jogos sem vitória.

O empate também mudou pouco a situação das equipes, pelo menos logo após o apito do árbitro. O líder Vitória, por exemplo, deixou o campo com sua posição sob risco – Botafogo e América-MG podem superá-lo na próxima sexta, no complemento da rodada.

Com o resultado, o Rubro-Negro baiano foi a 38 pontos e abriu dois de vantagem sobre o vice-líder Botafogo. Já o Oeste ganhou uma posição, agora é o 11º colocado, com 26 pontos, mas ainda segue incomodado com a proximidade que mantém da zona da degola – tem apenas três pontos a mais que o primeiro time dentro do Z-4.


Pela 22ª rodada da Série B, Vitória e Oeste voltam a campo daqui a uma semana, na próxima terça-feira: às 20h30, o Rubro-Negro baiano enfrenta o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista; às 21h30, o Rubrão de Itápolis recebe o Macaé no estádio José Liberatti, em Osasco, cidade onde o time manda seus jogos nesta segundona nacional.

O jogo

O Vitória começou o jogo com a autoridade de um líder que enfrenta, em casa, um time que amargava um jejum de quatro jogos sem vitória. E encontrou pelo lado esquerdo da defesa paulista o caminho para buscar seu gol, algo que tentou de forma intensa nos minutos iniciais.

Mas a partir dos 13 minutos, quando Wagninho acertou a trave do goleiro Gatito Fernández, o Rubrão de Itápolis equilibrou a partida e passou a criar as principais oportunidades – Renan Mota, aos 14, e Patrik Silva, aos 44, em grande defesa de Fernández, quase abriram o placar para o Oeste.

O Vitória se limitava ao jogo aéreo e quase conseguiu seu gol aos 26 minutos, num belo cabeceio de Elton que tirou tinta da trave do goleiro Jeferson Romário. Elton, um dos mais perigosos do ataque baiano, porém, deixaria o campo ainda na primeira etapa, contundido.

Fogo-amigo

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro, com o Vitoria ensaiando uma pressão, mas com o Rubrão logo se estabilizando em campo. Aos cinco minutos, Flávio chutou contra o próprio gol, obrigou Gatito Fernández a fazer grande defesa, e deixou aos torcedores que foram ao Barradão um prenúncio de que o fogo-amigo poderia aparecer contra os baianos.

E apareceu, quatro minutos depois: após contra-ataque rápido, Wangler cruzou, o zagueiro Kanu tentou mandar para escanteio e acertou a perna de Fernández, que mandou para as próprias redes para anotar um inusitado gol contra de goleiro. Em vantagem, o Oeste ainda teve a chance de ampliar, com Wangler, de falta, mas Gatito se redimiu e salvou o Rubro-Negro baiano.

No momento de maior domínio dos visitantes, Rhayner aproveitou um escanteio e, na pequena área, desviou para as redes para empatar a partida e mudar o clima do jogo. Incendiado por seu torcedor, o Vitória passou a pressionar em busca da virada, porém, de forma desordenada e muito mais na vontade que na inspiração. O Oeste soube se defender nos minutos finais e segurou o placar de 1 a 1.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.