Brasileirão Série A

Inter transforma pressão em gol no fim, tira o Flu do G-4 e ganha alívio contra crise

8/13/2015 12:22:00 AMReginaldo Júnior




Pressão da torcida nas arquibancadas e pressão do time com um jogador a mais dentro de campo. Depois de muito insistir, o Internacional conseguiu transformar em gol as suas tentativas de ataque e venceu o Fluminense, por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Beira-Rio. Vitinho, aos 36 minutos do segundo tempo, fez o gol da vitória colorada. Resultado que dá um alívio na crise equipe gaúcha e faz os cariocas saírem do G-4 após sofrerem a quarta derrota nas últimas cinco rodadas.

O duelo começou com o Flu um pouco melhor, mas o desempenho dos visitantes logo caiu e quem passou a dominar a partida foram os donos da casa. Com Ronaldinho Gaúcho apagado, aparecendo somente nas bolas paradas, o Tricolor teve dificuldades para fazer a ligação com o ataque.

O Inter também não tinha facilidade para entrar na área pelo meio, buscava as laterais, mas a expulsão infantil de Marcos Júnior, por deixar a perna em William, logo aos 7 minutos da segunda etapa complicou ainda mais a vida do Flu. Depois disso, Alex também poderia ter sido expulso por carrinho duro em Pierre, mas a arbitragem aliviou para os gaúchos.

Na sequência, o goleiro Diego Cavalieri ainda fez algumas boas defesas, mas a insistência do Colorado deu certo e foi premiada com gol de Vitinho, que saiu do banco de reservas. Nos acréscimos, o zagueiro Antônio Carlos também recebeu o cartão vermelho por reclamar bastante com o assistente e deixou o time carioca com nove homens.

Após três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, incluindo a derrota para o rival Grêmio por 5 a 0, o Internacional voltou a ter um resultado positivo, chegou aos 24 pontos e subiu para a décima colocação. Apesar de estar na parte de cima da tabela, o Fluminense acumulou mais uma derrota nos últimos jogos, parou nos 30 pontos e caiu para a quinta posição.

No próximo domingo, o Internacional vai enfrentar o Cruzeiro, no Mineirão. No mesmo dia, o Flu recebe o Figueirense, no Maracanã.

O jogo

Como aconteceu em outros jogos da rodada, os árbitros protestaram, antes da partida, contra decisão do Governo Federal de vetar repasse de 0,5% da verba das transmissões da televisão à arbitragem.
Dentro de campo, ainda traumatizado pela goleada imposta pelo Grêmio, na última rodada, o Internacional começou nervoso e dando espaços ao adversário. O Fluminense aproveitou o momento para pressionar e, logo aos cinco minutos, Gustavo Scarpa arrancou pela esquerda, entrou na área, mas teve seu chute desviado por Juan. Após a cobrança de escanteio, a bola acabou nos pés de Cícero que tentou a conclusão, mas foi bloqueado por Juan, mais uma vez salvando o Colorado.

O Inter só apareceu na área carioca aos nove minutos, quando Eduardo Sasha arrancou pela direita, mas chutou sem levar perigo. O lance animou a equipe gaúcha, que voltou a ameaçar aos 14 minutos. Alex enfiou ótimo passe para Sasha, que forçou Diego Cavalieri a sair do gol para afastar o perigo.

Ronaldinho Gaúcho executava um papel discreto, limitando-se a participar dos lances de bola parada. Por volta dos 20 minutos, o Fluminense caiu de rendimento, e o time da casa passou a ficar mais tempo com a bola, principalmente sob o comando de Alex, que tentava imprimir mais velocidade às manobras da sua equipe.

Gazeta Press
Internacional e Fluminense duelaram nesta quarta à noite no Beira-Rio
Internacional e Fluminense duelaram nesta quarta à noite no Beira-Rio
Aos 24 minutos, após cruzamento da direita, a bola passou pela defesa tricolor e sobrou para Wellington, que entrou livre, pela esquerda, mas concluiu muito mal, desperdiçando uma grande chance para marcar. O Inter seguiu mais agressivo e,aos 32 minutos, o volante Nilton mandou uma bomba de longe e obrigou Diego Cavalieri a praticar uma grande defesa, evitando o gol da equipe gaúcha.

O Tricolor das Laranjeiras só voltou a ameaçar aos 38 minutos, em cobrança de falta executada por Ronaldinho Gaúcho que encobriu o travessão defendido por Alisson.

Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo. E o Internacional perdeu uma grande oportunidade logo aos três minutos, em cabeçada de Alex para fora. Logo depois, Marcos Junior, que havia recebido cartão amarelo aos dois minutos, fez outra falta dura aos sete minutos e foi expulso de campo, deixando o Fluminense com dez jogadores.

O técnico Enderson Moreira tentou dar mais velocidade ao seu time e trocou o apagado Ronaldinho Gaúcho por Lucas Gomes, mas o Fluminense não conseguia organizar jogadas de contra-ataque. E Cavalieri continua se destacando. Aos 24 minutos, ele teve muito trabalho para desviar um chute forte de Alex. O zagueiro Antonio Carlos entrou no lugar do atacante Wellington Paulista para reforçar a defesa, enquanto o treinador colorado reforçava o ataque com Rafael Moura.

Gazeta Press
Vitinho saiu da reserva e fez o gol da vitória do Inter sobre o Flu
Vitinho saiu da reserva e fez o gol da vitória do Inter sobre o Flu
E, de tanto pressionar, o Internacional acabou marcando aos 36 minutos. Vitinho lançou Rafael Moura que entrou na área e dividiu com Diego Cavalieri. O rebote ficou com Vitinho que chutou para marcar. No final, o zagueiro Antonio Carlos discutiu com o auxiliar e também foi expulso.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 12 de agosto de 2015, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Público: 11.415 presentes
Árbitro: Flávio Guerra (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Carlos Nogueira Júnior (SP)
Cartões amarelos: Juan, Alex, Geferson,Rafael Moura, Eduardo Sasha, Lizandro Lopez(Inter);Henrique, Wellington Paulista, Marcos Junior, Diego Cavalieri(Flu)
Cartões vermelhos: Marcos Junior e Antonio Carlos
Gol: Vitinho, aos 36 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Alisson; William, Ernando, Juan e Geferson; Nico Freitas (Lisandro Lopes), Nilton, Wellington e Alex; Valdívia(Vitinho) e Eduardo Sasha
Técnico: Odair Hellmann

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Marlon e Gustavo Scarpa; Pierre, Jean, Cícero e Ronaldinho Gaúcho(Lucas Gomes); Marcos Junior e Wellington Paulista(Antonio Carlos)
Técnico: Enderson Moreira

Fonte: ESPN


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.