Brasileirão Série A

Inter mantém embalo com Argel, vence e amplia jejum do Atlético-PR

8/23/2015 06:11:00 PMReginaldo Júnior

Após primeira vitória pela Copa do Brasil, novo treinador volta a vencer, agora pelo Brasileirão, enquanto Furacão se distancia do G-4 com quatro jogos sem triunfos




O Inter conseguiu levar a boa impressão deixada na Copa do Brasil também para o Brasileirão. Na tarde deste domingo, o Colorado venceu com autoridade o Atlético-PR por 2 a 0, gols de Valdívia e Paulão, no Beira-Rio, pela 20ª rodada - superou inclusive um pênalti perdido por D'Alessandro na etapa final. Foi o terceiro jogo de Argel sob comando do time gaúcho e a segunda vitória, a primeira no Nacional. O Furacão virou brisa em Porto Alegre e conhece a quarta partida consecutiva sem vencer na competição.



A vitória sem sobressaltos coloca o Inter na décima colocação, com 28 pontos, a cinco pontos do G-4. O Atlético-PR se distancia da elite, em oitavo, com 30 pontos. Na quinta, as equipes se voltam a Copa do Brasil e a Sul-Americana, respectivamente. O Colorado visita o Ituano, enquanto o Furacão recebe o Joinville - ambos venceram por 2 a 0 no duelo de ida.

Pelo Brasileirão, os gaúchos duelam no Beira-Rio com o Avaí em Santa Catarina, às 11h de domingo. No mesmo dia, mas às 18h30, o Atlético-PR recebe o Goiás.

inter internacional atlético-pr valdívia gol beira-rio (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)Valdívia comemora gol logo aos três minutos (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)
O início avassalador do Inter poderia permitir ao clube gaúcho tomar emprestado o apelido do Atlético-PR. O time de Argel foi um verdadeiro furacão. Em dez minutos, finalizou cinco vezes, com quatro oportunidades reais de gol. Logo na primeira, Valdívia tratou de aproveitar. Recebeu lançamento precioso de D'Alessandro para definir sem deixar a bola quicar após o domínio.
A supremacia não foi por acaso. Assim como fora contra o Ituano, o Inter foi envolvente desde o primeiro minuto, com marcação sob pressão e muita mobilidade de seus rápidos homens de frente Weverton salvou o Furacão em ao menos três oportunidades. Os visitantes só finalizariam pela primeira vez, e sem perigo, aos 41 minutos.

O 2 a 0 poderia ter surgido logo aos cinco minutos do segundo tempo, quando o endiabrado Vitinho sofreu pênalti. D'Alessandro, no entanto, cobrou para defesa de Weverton e não conseguiu homenagear o seu terceiro filho, o recém-nascido Gonzalo. O erro abateu o capitão, mas não arrefeceu o ímpeto vermelho. O Inter seguiu melhor e perdendo chances. Nem Walter, que ingressara em meio à etapa final, conseguiu assustar. Aos 24 minutos, Paulão, resgatado por Argel, confirmou o seu bom momento e a vitória colorada com sobra no escanteio.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.