Brasileirão Série A

Figueira vence a Ponte Preta, respira e eleva série negativa do adversário

8/02/2015 06:17:00 PMReginaldo Júnior

Em duelo de alvinegros, Figueirense faz 3 a 1 no Orlando Scarpelli e sobe na tabela do Brasileirão; Macaca chega aos sete jogos sem vitórias e vê Z-4 ainda mais perto




Uma partida tensa, com os nervos à flor da pele e com emoções até os minutos finais no Orlando Scarpelli. Figueirense e Ponte Preta precisavam muito dos três pontos na tarde deste domingo para evitar que a zona de rebaixamento ficasse ainda mais próxima. E a vitória, por 3 a 1, ficou no lado do Figueira, que garantiu dentro de casa um respiro na tabela e piorou muito a situação da Macaca, que chega a sete partidas sem êxitos no Brasileirão.
Até os 28 minutos do segundo tempo, o equilíbrio marcava a partida. O empate, com gols de João Vitor, pelo Alvinegro catarinense, e Renato Chaves, pela Ponte, deixavam o placar em 1 a 1. Porém, o cabeceio do zagueiro Marquinhos, aos 28 minutos da etapa final, colocou os donos da casa novamente em vantagem. E, aos 47 minutos, Clayton arrancou e deu de calcanhar para Dudu fazer o terceiro e decretar o resultado.

Na próxima rodada, no domingo, o Figueirense viaja até o Oeste de Santa Catarina para enfrentar a Chapecoense, em partida entre catarinenses na disputa nacional, na Arena Condá, às 18h30. No mesmo dia, a Macaca recebe o Flamengo, no Moisés Lucarelli, às 16h.

Figueirense x Ponte Preta (Foto: Renan Koerich)Figueirense bateu a Macaca no Orlando Scarpelli (Foto: Renan Koerich)

O jogo

Talvez a sensação de estar pressionado pesasse mais sobre os ombros do Figueirense, que estava com chances reais de entrar na zona de rebaixamento. Por isso, partiu logo para cima da Ponte Preta e logo encontrou o gol. Com quatro minutos, em chute de fora da área, João Vitor abriu o placar. Um tanto atordoada, a Macaca lançou-se para o ataque e, por pouco, Clayton não ampliou em jogada de velocidade pela direita, que só foi salva por Marcelo Lomba. A intensidade dos donos da casa seguiu até os 25 minutos, mas depois disso o ritmo do jogo caiu.

A Ponte Preta pouco incomodou a defesa rival e teve a sua principal oportunidade aos 47 minutos com Felipe, que bateu de primeira após boa defesa de Alex em chute de Felipe Azevedo. A bola morreu no pé da trave.

Se o Figueirense abriu o placar no começo da primeira etapa, a Ponte respondeu cedinho, mas no segundo tempo. Depois de escanteio, aos cinco minutos, Renato Chaves testou firme para igualar o marcador. O gol rival fez Argel colocar Carlos Alberto em campo no lugar de João Vitor. Logo em seguira, a Macaca quase ampliou no chute de Borges, espalmado por Alex. Insatisfeito com o futebol em casa, o treinador do time catarinense mudou outra vez, desta vez com a entrada de Thiago Santana no lugar de Rafael Bastos.

Não houve uma pressão de nenhuma das duas equipes e tão pouco um time que merecesse sair mais com a vitória, mas o Figueira acabou encontrando o seu gol depois de escanteio. O capitão Marquinhos subiu alto e cabeceou forte no canto de Lomba, aos 28. A Ponte Preta ainda assustou com Diogo oliveira e também em bola cruzada na área que passou por toda a zaga e raspou a trave de Alex. E aos 47 minutos, em contra-ataque, a Clayton encontrou, de calcanhar, Dudu, livre, para marcar e fazer o 3 a 1 no placar.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.