Brasileirão Série A

Cruzeiro vence, se afasta da confusão e barra chegada do Palmeiras ao G-4

8/09/2015 06:27:00 PMReginaldo Júnior

Em reencontro com Marcelo Oliveira, ex-técnico, Raposa volta a vencer após três rodadas do Brasileiro e faz adversário amargar segunda derrota seguida no torneio




Vinícius Araújo disputa bola com Lucas (Foto:  Fred Magno/ LightPress)
Vinícius Araújo disputa bola com Victor Ramos na partida realizada no Mineirão (Foto: Fred Magno/ LightPress)
 
O encontro do Cruzeiro com o técnico Marcelo Oliveira, na maioria das vezes, termina com vitória azul. Mas, diferentemente do que ocorrera na maioria das vezes dos poucos mais de dois anos, quando os dois estiveram juntos, só a Raposa saiu feliz. Com gols de Alisson e Arrascaeta, o time mineiro, agora comandado por Luxemburgo, venceu por 2 a 1 o Palmeiras de Marcelo, pouco mais de dois meses após o técnico ter deixado o comando do time. Os 20.839 torcedores que foram ao estádio viram um grande espetáculo, com emoção, raça e valentia das duas equipes. Foi, sem dúvida, um excelente programa de Dia dos Pais. A renda foi de R$ 781.710.00.

Alisson foi o nome do jogo. O garoto fez o primeiro gol do Cruzeiro e criou toda a jogada do segundo. A vitória fez os mineiros subirem para a 11ª colocação do Campeonato Brasileiro com 21 pontos, afastando-se mais ainda dos times que lutam contra o rebaixamento. O Palmeiras permanece em sexto, com 28, e não conseguiu entrar no G-4.

Os dois times voltam a campo no meio da semana. Quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Palmeiras enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira, em Curitiba. O Cruzeiro joga um dia depois. Às 21h, enfrenta o Joinville, na Arena Joinville.

O jogo

Cruzeiro e Palmeiras fizeram um primeiro tempo muito bom. No reencontro do time azul com Marcelo Oliveira, o cartão de boas vindas ao treinador veio logo aos quatro minutos. Os dois times ainda se estudavam em campo, quando Vinícius Araújo roubou uma bola de Leandro Almeida na direita, invadiu a área e tocou para Alisson empurrar para o gol. No lance, o time palmeirense reclamou de falta. Em vantagem no placar, o Cruzeiro dominou o jogo até os 20 minutos, com boas atuações do trio de volantes e da dupla que participou do gol.

Entretanto, o Palmeiras equilibrou as ações e também passou a rondar a área de Fábio. Os avanços dos laterais Lucas e Egídio incomodaram muito o sistema defensivo cruzeirense. Apesar da melhora do Verdão e do jogo parelho, foi o Cruzeiro quem esteve bem perto de marcar o segundo. Aos 46 minutos, Marinho cruzou na área, a bola bateu no braço de Victor Ramos, e o árbitro marcou pênalti. O próprio Marinho cobrou, mas Fernando Prass fez a defesa, no canto esquerdo do gol.

Arrascaeta comemora gol contra o Palmeiras (Foto: Fred Magno/ LightPress)Arrascaeta comemora gol contra o Palmeiras (Foto: Fred Magno/ LightPress)

O segundo tempo começou aberto. O pênalti perdido por Marinho, no último lance do primeiro tempo, deu uma injeção de ânimo no Palmeiras, que voltou do intervalo com Cleiton Xavier e Alecsandro. Os dois times se alternaram no ataque e, antes dos 15 minutos, já tinham perdido, cada um, uma boa chance. Melhor em campo, o Palmeiras já tinha obrigado Fábio a fazer duas excelentes defesas quando chegou ao empate. Aos 29 minutos, Cristaldo, que havia acabado de entrar, bateu de perna esquerda, da entrada da área, para deixar tudo igual no Mineirão.

Acreditando que poderia virar o jogo, o Palmeiras se mandou para o ataque. Este foi o grande erro do time paulista. Com espaços para contra atacar, o Cruzeiro renasceu na partida e conseguiu o gol da vitória. Aos 37 minutos, Alisson arrancou pela esquerda e tocou para Arrascaeta marcar e dar um belo presente de Dia dos Pais para os cruzeirenses que foram ao Mineirão.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.