Brasileirão Série A

Com belos gols e polêmicas, Chape bate o Galo, que se distancia do líder

8/16/2015 08:44:00 PMReginaldo Júnior

Galo tem um jogador expulso no 1º tempo, leva gol de falta de Cleber Santana, busca empate com tento contra de Neto, mas Verdão leva a melhor com golaço de Apodi




Em jogo com duas polêmicas decisivas, a Chapecoense venceu o Atlético-MG por 2 a 1, pela 19ª e última rodada do turno, na Arena Condá. O galo saiu atrás do placar, buscou o empate mesmo com um homem a menos por causa da expulsão duvidosa de Leonardo Silva, mas não conseguiu sair com pontos da casa da Chapecoense, que embalou mais um triunfo como mandante, com direito a belos gols de Cleber Santana, em cobrança de falta na etapa inicial, e Apodi, após deixar o zagueiro rival caído no chão - o tento mineiro foi de Neto, contra.
Os dois lances duvidosos acabaram custando caro ao time mineiro, além da expulsão aos 37 do primeiro tempo, no lance que originou o primeiro tento do Verdão, o GAlo reclama de mão na origem do tento da vitória de Apodi. O lateral teria carregado com a mão na dividida, antes de driblar Pedro Botelho e colocar no fundo da rede.

Com o resultado negativo, o vice-líder da competição vê o Timão abrir quatro pontos na ponta da tabela ao final do primeiro turno e ainda sente a chegada forte do Grêmio, também com 36 pontos, mas atrás do Galo pelo critério de desempate, enquanto a Chapecoense alcança os 28, bem longe da zona de rebaixamento.

Chapecoense Atlético-MG  (Foto: Ag Estado)Chapecoense Atlético-MG (Foto: Ag Estado)

Na próxima rodada, o Galo volta para Minas, onde recebe o Palmeiras, no próximo domingo, às 18h30 - antes encara o Figueirense, pela Copa do Brasil, na quarta-feira, pelas oitavas de final. A Chapecoense retorna ao Brasileirão também no domingo, mas no horário alternativo, das 11h, no Paraná. Enfrenta o Coritiba no Couto Pereira.

O primeiro tempo começou com o Galo mais bem equilibrado e com domínio da partida, inclusive da posse de bola. Chegou a ter 60% de posse apesar de jogar fora de casa e teve as primeiras chances do jogo. O time da casa foi se soltar apenas após os 20 primeiro minutos, em jogo da de escanteio, mas ficou apenas no susto. Aos 37, tudo mudaria: Ananias avançou com a bola, Leonardo Silva foi obrigado a parar com falta, bem próximo à linha da área, e o árbitro optou pela expulsão do zagueiro, apesar de ter Jamerson na cobertura. Após muita reclamação, Cleber Santana cobrou duas vezes para deixar o goleiro batido e comemorar a abertura do placar.

Apesar do Galo precisar correr atrás do prejuízo para não deixar o Timão escapar demais na liderança (venceu o Avaí em Florianópolis de virada), era a Chapecoense que tinha as melhores chances. Victor trabalhou nas jogadas de Tiago Luis, Denner e Bruno Rangel, até o time mineiro achar o gol em levantamento na área. Pratto cabeceou com dificuldade, Danilo espalmou ,mas a bola bateu em Neto e entrou - em jogada de sorte do Atlético-MG e azar do Verdão. Mas a sorte mudaria de lado, já que em lançamento longo, o zagueiro Pedro Botelho vacilou, ficou no chão após drible desconcertante do lateral da Chape, que bateu forte de canhota para garantir a vitória do time da casa.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.