Brasileirão Série B

Bragantino faz a lição de casa e afunda o Paraná na Série B

8/11/2015 11:56:00 PMReginaldo Júnior







622 6c0a07e4 0bad 339d 8bdf 2d426977480f
Foto: ESPN
Com cerca de 600 testemunhas no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Bragantino fez a lição de casa e bateu o Paraná Clube por 2 a 1, reagindo na Série B do Campeonato Brasileiro e afundando o adversário para uma posição perigosa. Com 25 pontos, a equipe paulista chegou à 10ª colocação. Já o Tricolor, com 20 pontos, fica a três pontos da zona de rebaixamento.

O Massa Bruta saiu na frente do placar com gol marcado por Éverton Dias, aos 25 minutos da primeira etapa, aproveitando levantamento na entrada da pequena área. Na segunda etapa aproveitando o contra-ataque, Thiago Santos fez o segundo. Descontando, Thiago Henrique fez o dele, aos 43 minutos.

Na próxima rodada, o Bragantino enfrenta o Náutico, sábado, na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Já o Paraná Clube volta a campo na sexta-feira, quando recebe o Sampaio Corrêa, na Vila Capanema.

O jogo

Detectado como principal problema do Tricolor, o ataque paranista trazia a principal novidade, o jovem Guga como titular. Com a bola rolando, que tomou a iniciativa foi o time da casa. Aos sete minutos, Rodolfo fez boa jogada em velocidade, mas na hora do cruzamento mandou pela linha de fundo. Aos 10 minutos, na resposta, Luciano Castán desviou de cabeça para o meio da área e Douglas saiu para cortar.

Levantamento na área era a principal arma no jogo. Aos 17 minutos, Rafael Carioca tentou, mas recuou par ao goleiro paulista. O troco veio com Lincom, que aproveitou cobrança de escanteio para testar e parar em boa defesa de Marcos. Até que, aos 25 minutos, Éverton Dias aproveitou bola na entrada da pequena área, se antecipou a zaga, e desviou para o fundo das redes para abrir o placar.
A partida era tecnicamente ruim, mas ainda pior era a atuação do Paraná, que não conseguia desenvolver o futebol de toque de bola proposto pelo técnico Fernando Diniz durante a semana. Aos 31 minutos, Roberto tentou mais um cruzamento e Marcos deixou a meta para interceptar. A melhor oportunidade do Tricolor veio aos 42 minutos, com Henrique, que recebeu de Rafael Carioca e soltou o pé no travessão.

Depois do intervalo, o Paraná retornou com Carlinhos no lugar de Rafael Costa. Com mais vontade, os visitantes equilibraram as ações e tentavam avançar no campo adversário. Aos seis minutos, Henrique levantou pela esquerda e Douglas ficou com a bola. Aos 16 minutos, Danielzinho cobrou falta na entrada da área, a bola explodiu na defesa no meio do caminho e saiu.

O interino Fernando Miguel optou, então, pela saída de Guga e a volta de Fernando Viana. E o atacante teve a grande chance para empatar, aos 20 minutos, pegando de voleio e acertando a rede, mas pelo lado de fora. Mas, aos 27 minutos, o Paraná desperdiçou o ataque e ficou desarrumado. Thiago Santos agradeceu e, na saída de Marcos, tocou para as redes para ampliar.

O segundo gol praticamente acabou com qualquer chance de reação do Tricolor, que sentiu. Aos 39 minutos, Alan Mineiro tentou surpreender Marcos com um toque por cobertura, mas o goleiro se recuperou e desviou para escanteio. E, depois de três partidas, o ataque paranista desencantou, com Paulo Henrique, aos 43 minutos. Mas, já era tarde demais para reagir.

FICHA TÉCNICA 
BRAGANTINO 2 X 1 PARANÁ

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 11 de agosto de 2015, terça-feira
Púbico: 595 pessoas
Renda: R$ 6.810,00
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Katiuscia M Berger Mendonça (ES) e Leonardo Mendonça (ES)
Cartões amarelos: Alemão e Cristian (Bragantino); Jean (Paraná)

GOLS:
BRAGANTINO: Éverton Dias, aos 25 minutos do primeiro tempo e Thiago Santos, aos 27 minutos do segundo tempo
PARANÁ: Paulo Henrique, aos 43 minutos do segundo tempo

BRAGANTINO : Douglas; Alemão, Leandro Silva, Luan e Roberto; Everton Dias (Jobinho), Jocinei (Thiago Santos), Alan Mineiro (Cristian) e Wigor; Lincom e Rodolfo.
Técnico: Wagner Lopes

PARANÁ: Marcos; Ricardinho, Luiz Felipe, Luciano Castán e Rafael Carioca; Jean, Fernandes, Danielzinho (Paulo Henrique), Rafael Costa (Carlinhos) e Henrique; Guga (Fernando Viana).
Técnico: Fernando Miguel (interino)
Fonte: ESPN


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.