Brasileirão Série A

Na briga pelo G-4, Bahia e Náutico ficam no empate na Arena Fonte Nova

8/11/2015 10:26:00 PMReginaldo Júnior

Partida realizada na Arena Fonte Nova termina em 1 a 1, com gols de Patrick Vieira e Vitor. Com resultado, Bahia caiu para 3º e Timbu ficou em 6º 




Os times até tentaram, teve pressão e até chance que vale Inacreditável Futebol Clube. Mas o resultado persistiu e pouco ajudou Bahia e Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro. Para encarar o Tricolor embalado e com o apoio de mais de 20 mil torcedores, o Náutico armou uma estratégia precisa, com uma defesa bem postada e jogando na base do contra-ataque. Assim conseguiu seu gol e segurar o 1 a 1 na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 18ª rodada. Os gols da partida foram marcados por Patrick Vieira, no primeiro tempo, e Vitor, em golaço na etapa final.

Com o resultado da partida e os placares de momento na Série B, o Bahia caiu uma posição e ficou em terceiro, com 32 pontos. O Náutico permanece em sexto, agora com 29 pontos. 

As duas equipes não terão muito tempo para assimilar o empate. Na próxima sexta-feira, o Bahia pega o Atlético-GO, no Serra Doura, às 21h30 (horário de Brasília). Um dia depois, o Náutico recebe o Bragantino, às 16h30, na Arena Pernambuco.

Bahia; comemoração; Fonte Nova; Kieza; Náutico (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia)Baianos e pernambucanos ficaram no 1 a 1 na noite desta terça-feira (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia)

Emoção no primeiro tempo? Só no final
Preciso em sua estratégia de se fechar e sair no contra-ataque, o Náutico foi premiado com um gol no final do primeiro tempo. A equipe pernambucana criou um verdadeiro ferrolho na defesa e dificultou ao máximo a vida do time baiano que, pouco inspirado, não conseguiu criar grandes chances. Mesmo com maior posse de bola, as melhores oportunidades tricolores foram escassas e resumidas a uma cabeça de Eduardo, após cruzamento de Yuri, e chutes de longa e média distância de Souza. Quanto ao Timbu, a equipe também não conseguia acertar as jogadas de velocidade e pecava no último passe. Mas quando se esperava um primeiro tempo sem gols, o time pernambucano aproveitou um cruzamento errado de Tiago Real e armou seu contra-ataque. Dessa vez, o time foi preciso e Patrick Vieira abriu o placar na Fonte Nova.

Após escassez, Inacreditável Futebol Clube
Se no primeiro tempo foram poucas as chances de gol, no segundo a realidade foi completamente diferente. A dinâmica foi até a mesma, com o Bahia com mais posse de bola e o Náutico contra-atacando, mas as equipes, dessa vez, conseguiram criar boas oportunidades. Logo aos cinco minutos, um lance para o Inacreditável Futebol Clube. Fabiano Eller cabeceou dentro da área, Douglas Pires defendeu e, no rebote, com o goleiro caído, o zagueiro mandou na trave. No lance seguinte, bola no travessão, desta vez em cobrança de falta de William Magrão. E depois de todas essas oportunidades, o castigo veio logo. Em bomba de fora da área, Vitor acertou o ângulo e empatou a partida. Daí em diante, o Bahia até reclamou de pênaltis em Alexandro e Souza, fez pressão no embalo da torcida, mas o Náutico soube se segurar e garantir o empate fora de casa.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.