Brasileirão Série B

Eficiente, Oeste suporta pressão, vence América-MG e volta a respirar

7/19/2015 12:23:00 AMReginaldo Júnior

Atuando em Osasco, Rubrão tem menos posse de bola mas vence por 3 a 1 e se afasta da zona do rebaixamento. Apesar da derrota, Coelho segue no G-4




Wagninho; Oeste (Foto: Reprodução/Premiere)
Jogadores do Oeste festejam o primeiro gol contra o América-MG, em Osasco (Foto: Reprodução/Premiere)
 
O Oeste teve na noite deste sábado um teste real para saber se, enfim, está conseguindo se adaptar à sua nova casa, em Osasco: pela 13ª rodada Série B do Campeonato Brasileiro enfrentou o América-MG, time que iniciou a rodada na vice-liderança e que trazia na bagagem uma invencibilidade de seis jogos. E o Rubrão passou no teste, ao vencer por 3 a 1, num jogo de lances polêmicos e muita reclamação por parte dos mineiros, que protestaram contra a não-marcação de três penalidades.

Para vencer, o time paulista precisou mostrar eficiência, já que o domínio territorial foi do time do técnico Givanildo Oliveira, na maior parte do tempo. Após empate na etapa inicial, o Rubrão foi pressionado, mas conseguiu fazer dois gols no segundo tempo. Depois, se fechou para suportar a pressão mineira e sair de campo com sua terceira vitória seguida atuando em Osasco – antes, vencera a Ceará e Paraná.

Com a vitória, o Oeste foi a 16  pontos e ganhou duas colocações assumindo o 12º lugr na tabela, agora quatro pontos acima do primeiro time do Z-4. O América-MG manteve-se com seus 24 pontos e dentro do G-4, na terceira colocação, liderando um tríplice empate com Bahia e Náutico, com diferenças ínfimas nos critérios de desempate.


Pela 14ª rodada da Série B, o América-MG volta a campo na próxima sexta-feira, às 19h30, quando faz no Estádio Independência do duelo mineiro contra o Boa Esporte. No sábado (dia 25), às 21h, o Oeste encara o Luverdense no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).


Oeste x América-MG (Foto: Reprodução/Premiere)Atacante Richarlison deu trabalho ao Oeste e reclamou ter sofrido dois pênaltis (Foto: Reprodução/Premiere)

O jogo

As equipes iniciaram a partida em clima de equilíbrio, com pontadas de lado a lado, mas o Oeste se mostrava perigoso com as escapadas de Mazinho. E foi dos pés do meia que saiu o primeiro gol do jogo, depois dele cruzar rasteiro para Wagninho entrar de "carrinho" e abrir o marcador.

O América passou a dominar a posse de bola, a trocar passes no campo do ataque, e reclamou de pelo menos três penalidades não anotadas pelo árbitro Rafael Martins Diniz, duas em lances com o atacante Richarlison, e outro com um toque de mão de Júnior Negão. Mesmo assim, o Coelho chegou ao empate ainda no primeiro tempo com um golaço de Marcelo Toscano, que pegou de curva, no ângulo.

No segundo tempo, o time mineiro continuou dominando o jogo, sem praticamente dar qualquer chance ao Oeste, que seguia fechado. O domínio territorial do América, porém, não se transformava em chances de gol e isso custou caro ao time de Givanildo.

Em dois contra-ataques, o Oeste chegou à vitória, primeiro num lance confuso em que Rodriguinho, que acabara de entrar, só empurra para as redes, e depois em pênalti sofrido por Wagninho e convertido por Mazinho. Os mineiros ainda tentaram uma pressão no fim, mas o Oeste soube suportar e vencer o duelo: 3 a 1.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.