Brasileirão Série B

Tal pai, tal filho: Rivaldo e Rivaldinho dão show, e Mogi Mirim bate o Macaé

7/14/2015 09:41:00 PMReginaldo Júnior

Filho marca dois, pai deixa um de pênalti, e Sapo conquista sua segunda vitória na Série B do Brasileiro. Time do Rio perde chance de embalar e fica longe do G-4





Gazeta Press
Aposentado? Rivaldo em ação pelo Mogi Mirim contra o Náutico
Rivaldo saiu da aposentadoria aos 43 anos para fazer (mais) história
Titulares juntos pela primeira vez nesta Série B do Brasileiro, Rivaldo e Rivaldinho levaram a afinidade familiar para dentro de campo e protagonizaram a vitória do Mogi Mirim na noite desta terça-feira, no Estádio Romildo Ferreira - que, aliás, é uma homenagem ao saudoso pai do pentacampeão e avô do atacante que deixou dois na partida válida pela 13ª rodada da competição. Aos 43 anos, o veterano meia deixou o seu de pênalti e ajudou a construir o placar de 3 a 1. Pipico descontou para o time alvianil, que perdeu a chance de se aproximar do G-4.

Com a vitória, o Mogi subiu duas posições na tabela e deixou a lanterna com o Ceará. A equipe foi aos 10 pontos, enquanto Atlético-GO e o Vozão têm nove e sete, respectivamente. O time do Rio de Janeiro, por sua vez, estacionou na oitava colocação, com 21, e deixou escapar uma oportunidade preciosa de se aproximar ainda mais dos primeiros colocados.
 
O Macaé volta a campo na terça-feira da semana que vem, pela 14ª rodada da competição, para enfrentar o Paraná, às 19h30, no Moacyrzão. Já o Mogi só atua no dia 25, em um sábado. O compromisso é contra o Ceará, às 21h, na Arena Castelão. O JOGO

Rivaldo e Rivaldinho gol Mogi x Macaé (Foto:  LéO SANTOS - Agência Estado)Rivaldo e Rivaldinho comemoram a segunda vitória do Mogi na Série B (Foto: Léo Santos - Agência Estado)
 

O Mogi Mirim fez o que quis no primeiro tempo. Regido pelo pentacampeão mundial e seu filho, a equipe do técnico Sérgio Guedes abriu o placar logo aos três minutos: Rivaldinho mergulhou para completar um cruzamento de cabeça. Logo depois, foi a vez de Rivaldinho dominar um lançamento na área e tentar achar Rivaldo, mas Dos Santos cortou com a mão. Pênalti, que o veterano de 43 anos bateu com muita categorias. Para completar o baile do Sapo, o camisa 9 recebeu com muita liberdade na frente e só bateu no canto para deslocar o goleiro Rafael e fazer o seu segundo no jogo.
 
No segundo tempo, com uma vantagem para lá de confortável para administrar, o Mogi abdicou de jogar e se preocupou apenas em defender. Naturalmente, o volume de jogo e iniciativa passaram para o lado do Macaé, que, por sua vez, não conseguiu aproveitar. Giovani perdeu uma chance incrível de marcar aos 25. Quase 10 minutos depois, o árbitro viu um toque de mão de Paulão dentro da área e marcou pênalti, convertido por Pipico. Os últimos minutos foram de pressão alvianil, mas nada que atrapalhasse a noite histórica do Sapo.
 
Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.