Brasileirão Série A

Inter reserva leva a melhor sobre o Joinville e descola do grupo do Z-4

7/12/2015 06:09:00 PMReginaldo Júnior

Árbitro Francisco Carlos do Nascimento ajuda, mas Internacional ganha do JEC na Arena Joinville com tranquilidade e mandantes na lanterna do Campeonato Brasileiro




O erro do árbitro Francisco Carlos do Nascimento não tira o mérito do Inter. O juiz assinalou uma penalidade máxima inexistente que Vitinho utilizou para decretar o 2 a 0 colorado. Porém, o JEC perdeu o confronto na Arena Joinville por suas próprias falhas, do vacilo no tento de Réver, de cabeça, para abrir o placar após escanteio ou dos problemas no passe para fazer com que a bola chegasse em condições de arremate – três chances reais de gol contra cinco dos visitantes.
Mais que o da arbitragem, o principal empurrãozinho ao Internacional pode ser visto na classificação após o triunfo neste domingo. Os três pontos fazem os gaúchos saltarem para longe da zona de rebaixamento, na 12ª colocação. O Joinville não sai.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Inter volta a campo às 18h30 de sábado, recebe o Goiás no Beira-Rio. O Joinville joga novamente em casa, no mesmo horário, porém às 18h30 e contra a Ponte Preta. Os colorados, porém, têm outro compromisso antes, no meio de semana e em casa. Na quarta, às 22h, começa a disputa contra o Tigres-MEX por vaga na final de Libertadores.

Joinville x Inter gol de Réver (Foto: João Lucas Cardoso)Joinville perdeu para o Inter por 2 a 1 em casa e segue na lanterna (Foto: João Lucas Cardoso)

O jogo

Dono do campo e da posse (57%), o Joinville não conseguiu transformar leve – e falsa – superioridade no primeiro tempo em vantagem. Na intermediária encontrava resistência e as jogadas pelas pontas ocorreram sem efeito. Tanto que terminou a etapa sem chance real de gol e apenas duas finalizações. Apesar de estar repleto de reservas, o Inter não sofreu com falta de entrosamento, tampouco de ficar sem a bola. O gol de Réver, na cabeçada certeira após escanteio de Vitinho, foi justo pela incisão colorada até aqueles 32 minutos.

Porém, o segundo tento do Inter, ainda antes do intervalo, não teve muito de justiça. É que o zagueiro Rafael Donato acertou apenas a bola e fora da área para frear a penetração de Taiberson. Francisco Carlos do Nascimento estragou a boa arbitragem até então ao anotar uma penalidade máxima que não existiu. Vitinho, o bom nome colorado no jogo, converteu. Do lance ao fim do jogo o árbitro alagoano seria hostilizado pela maior parte dos 10.924 torcedores (renda de R$ 188.270,00) que estiveram na Arena Joinville neste domingo.

A saída de Marcelo Costa para a entrada do agressivo William Popp foi a tentativa de Adilson Batista fazer do Joinville mais ofensivo. Porém, as finalizações dos mandantes não ocorriam, seguiam prejudicados pelos erros nos passes do meio para frente. O avanço fez apenas com que o Inter jogasse um pouco mais atrás, e mantivesse o placar no 2 a 0. As melhores tentativas terminaram em lances esporádicos, seja de um chute de fora de Marion que parou no travessão, ou uma pequena pressão em escanteios seguidos.

Quando a chuva apareceu, a torcida da casa começou a tomar o caminho de casa. A partida estava resolvida e a água serviu para o Inter esfriar o jogo que teve sob seu domínio pela maior parte do tempo.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.