Brasileirão Série A

Galo acaba com invencibilidade do Sport, rival direto, e se isola na ponta

7/09/2015 12:01:00 AMReginaldo Júnior

Com mais de 50 mil torcedores no Mineirão, Atlético-MG faz 2 a 1, emplaca quinta vitória seguida e impõe primeira derrota ao time pernambucano no Brasileirão




A culpa poderia ser do uniforme. Se tivesse usado rubro-negro, no dia 8 de julho, no Mineirão, o Sport poderia ter tido melhor sorte em Belo Horizonte. Mas não. Ao contrário da Alemanha, que há um ano aplicou a maior goleada sofrida pelo Brasil em Copa do Mundo, o time pernambucano, que jogou de laranja, sofreu a primeira derrota no Brasileiro.

Mas não foi o uniforme. Foi o líder, agora isolado, Atlético-MG, que mostrou a força no Gigante da Pampulha, embalado por mais de 50 mil torcedores, e fazer 2 a 1 no confronto direto pela primeira posição. Foi a quinta vitória consecutiva do Galo no Brasileirão.

Lucas Pratto (Foto: Bruno Cantini / Flickr do Atlético-MG)Lucas Pratto fez o gol que abriu o caminho para a vitória atleticana contra o Sport no Mineirão (Foto: Bruno Cantini/CAM)
Os gols de Lucas Pratto e Giovanni Augusto, contra o solitário de Matheus Ferraz para o Sport, deixaram o time atleticano isolado na liderança do Campeonato Brasileiro, com 26 pontos, e o time pernambucano com 23, na terceira colocação. O Grêmio, que poderia dividir a liderança com o Atlético-MG, acabou derrotado para a Chapecoense, por 1 a 0, em Chapecó, e permaneceu com 23 pontos, na vice-liderança.

No próximo final de semana, o Galo vai até Campinas, onde encara a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, sábado, às 22h (de Brasília). O Sport recebe o Palmeiras, no domingo, às 18h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco.

O jogo
Parecia um jogo de xadrez. Muito estudo em campo de ambos os lados, com cada time esperando o momento certo para dar o bote. E Atlético-MG e Sport demonstravam porque ocupam as primeiras posições, com boa marcação e bom toque de bola. O time pernambucano se fechava com competência e dificultava as ações alvinegras.
Mas apesar da ligeira superioridade atleticana, o goleiro Danilo Fernandes trabalhou pouco. Assim como Victor, por parte do Galo. Os escanteios eram os momentos em que os times mais se aproximavam do gol. Thiago Ribeiro, impedido, chegou a marcar, mas a arbitragem assinalou corretamente, ao final da primeira etapa.  

Agitado
No segundo tempo, os gols apareceram. E logo no início. Não dava para respirar. Assim como quem estava no fatídico 7 a 1, o torcedor que piscasse perderia os grandes momentos. Em rápido contra-ataque, Thiago Ribeiro cruzou rasteiro para Lucas Pratto abrir o placar para o Galo. Dois minutos depois, o Sport empatou com Matheus Ferraz aproveitou falha de todo o sistema defensivo e, de cabeça, mandou a cobrança de falta cobrada por Diego Souza para o fundo das redes.

Cinco minutos depois do empate pernambucano, Giovanni Augusto, apagado no jogo, se iluminou e colocou no ângulo de Danilo Fernandes, que só olhou a bola estufar as redes. Novamente atrás no placar, o Sport foi para o ataque e o Galo perdeu duas chances para ampliar no contragolpe.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.