Brasileirão Série A

Cruzeiro e Avaí ficam no empate e se mantêm na parte de baixo da tabela

7/20/2015 12:58:00 AMReginaldo Júnior

Com igualdade no Mineirão, Raposa cai para o 12º lugar; Avaí ocupa a 13ª posição




Cruzeiro e Avaí fizeram um jogo típico de dois times que claramente não têm grandes objetivos no Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo, no Mineirão, empataram por 1 a 1, com gols de Marcos Vinícius e André Lima, e se mantiveram entre as equipes que estão mais preocupadas em não chegar ao Z-4 do que em brigar por título ou por vaga na Libertadores. A falta de ambição do Avaí encontrou abrigo na incompetência do Cruzeiro para liquidar o jogo, quando tinha a vantagem no placar. A torcida cruzeirense cuspiu marimbondos com o empate. O principal alvo foi o presidente Gilvan de Pinho Tavares, que foi muito vaiado.

Cruzeiro x Avaí - Mineirão (Foto: CRISTIANE MATTOS - Agência Estado)Cruzeiro e Avaí ficaram no empate e seguem brigando para se afastar do Z-4 (Foto: Cristiane Mattos/Agência Estado)

O resultado fez o Cruzeiro cair uma posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Com 17 pontos, é o 12º colocado. O Avaí vem logo atrás, no 13º lugar, com a mesma pontuação e uma vitória a menos. O público pagante foi de 13.860 pessoas, que proporcionaram renda de R$ 491.690,00.   

Na próxima rodada, a 15ª do Brasileirão, o Avaí joga no sábado, às 18h30 (de Brasília), quando recebe o Atlético-PR, na Ressacada, em Florianópolis. O Cruzeiro entra em campo no domingo. No Morumbi, às 16h, para enfrentar o São Paulo.  

O jogo  
O primeiro tempo foi de um time só. O Cruzeiro comandou as ações, teve mais posse de bola, finalizou mais e encurralou o Avaí no campo de defesa. Os catarinenses se propuseram a estratégia de esperar o adversário fechado para tentar a sorte nos contragolpes. Mas não deu certo. O que se viu em campo foi o Cruzeiro martelando o tempo todo, e o Avaí travado e sem poder de reação.
Nesse contexto, a Raposa fez 1 a 0 no Leão, ainda no começo do jogo. Aos 13 minutos, o jovem Marcos Vinícius teve tranquilidade de veterano para pensar e concluir o lance dentro da área, num chute que não deu chances a Vagner. O amplo domínio cruzeirense, entretanto, não foi concretizado em mais gols, apesar das várias chances criadas. A vantagem mínima foi mantida até o intervalo, sem que o Avaí esboçasse reação.  

O Avaí voltou para o segundo tempo um pouco mais aberto, o que deu ao Cruzeiro espaço para atacar e armar as jogadas ofensivas. Com isso, o jogo melhorou muito e ganhou em velocidade e em emoção.   

O esquema dos catarinenses se mostrou inteligente e surtiu efeito. De tanto beliscar, o Avaí conseguiu o empate. Aos 36 minutos, André Lima recebeu belo passe de Tauã, dentro da área, e não perdoou Fábio. Nos minutos finais, o Cruzeiro se mandou para o ataque e fez uma pressão incrível, mas que não foi suficiente para conseguir o gol da vitória. O empate arrancou vaias e protestos da torcida. O principal alvo foi o presidente Gilvan de Pinho Tavares.
Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.