Brasileirão Série B

Em jogo insosso, Boa Esporte e Ceará não saem do zero e seguem no Z-4

7/19/2015 12:26:00 AMReginaldo Júnior

Na zona de rebaixamento, times protagonizam um péssimo duelo no estádio Melão. Mesmo com um a mais no final, Vovô não consegue êxito e segue na lanterna




Boa Esporte x Ceará bem que poderia ter tido apenas o segundo tempo. E olhe lá. Depois de agredirem a bola durante 45 minutos iniciais, a etapa complementar até foi um pouco melhor, mas nada que empolgasse. Nem de longe. O insosso zero a zero no estádio Melão, em Varginha, neste sábado (18), foi ruim para os dois lados. Os times seguem rastejantes na Série B do Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo nem merece comentários. Um verdadeiro show de horrores. A cena do jogo foi quando Gabriel Dias, já no segundo tempo, errou de maneira bizarra dois chutes em sequência. Nada se acertava em Varginha. O zagueiro ainda foi premiado com um cartão vermelho no fim da partida. O estreante Bernardo, pelo Ceará, deixou a desejar. Os mineiros vão a 12 pontos, na 17ª posição. O Vovô, com oito pontos, segue na lanterna da Segundona.
O próximo compromisso do Boa Esporte pela Segundona do Brasileiro será contra o América-MG, no estádio Independência, às 19h30 da próxima sexta-feira (24). O Ceará recebe, um dia depois, o Mogi Mirim, na Arena Castelão, às 21 horas.

Boa Esporte e Ceará não saíram do 0 a 0 no Melão, em Varginha (MG) (Foto: Reprodução Premiere FC)Boa Esporte e Ceará não saíram do 0 a 0 no Melão, em Varginha (MG) (Foto: Reprodução Premiere FC)

Para esquecer

Os dois minutos de acréscimo do primeiro tempo foram para achacar ainda mais os torcedores que compareceram ao estádio Melão. Nos primeiros 45 minutos (ou 47, que seja), Boa Esporte e Ceará castigaram a bola. Bernardo, o estreante alvinegro, teve a melhor chance pelo Ceará, mas parou em Alê, zagueiro que travou-lhe o chute na hora H, com o gol praticamente aberto. Tiago, goleiro do Vovô, atacou de líbero de vôlei e, sem se mexer, salvou o Alvinegro em boa cobrança de falta de Pirão já no fim. Faltava criatividade. Faltava precisão no ataque. Faltavam 45 minutos.

Situação difícil

No primeiro minuto do segundo tempo, o Vovô empolgou mais do que no primeiro tempo inteiro. Isso porque Rafael Costa, aos cinco segundos, aproveitou a falha da zaga do Boa e quase marcou. Andrey, com máscara no maior estilo Petr Cech, fez brilhante defesa. Era um indício de que o andar da carruagem poderia melhorar. Mas ficou só na expectativa. Clébson e seus cachos até que assustaram o Ceará em pelo menos três boas chegadas, mas nada que alterasse o placar. Nenhuma das substituições surtiram efeito. Nem mesmo a expulsão de Gabriel Dias, a pouco mais de dez minutos do fim, deu ao Ceará condições de movimentar o placar. Um empate sem gols ruim para os dois lados.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.