Brasileirão Série A

Ponte Preta vence o Atlético-PR de virada e encosta no G-4 do Brasileirão

6/28/2015 06:10:00 PMReginaldo Júnior

Renato Cajá e Felipe Azevedo garantem a vitória da Macaca, que fica no oitavo lugar. Após sair na frente com Nikão, Rubro-Negro tropeça a terceira seguida e deixa o G-4




A Ponte Preta venceu o Atlético-PR de virada, por 2 a 1, na tarde deste domingo, no Moisés Lucarelli, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O meia Nikão abriu o placar para os visitantes, mas o meia Renato Cajá e o atacante Felipe Azevedo garantiram os três pontos para o clube campineiro. A Macaca, que não vencia a três jogos, segue na oitava posição, mas agora a apenas um ponto do G-4. Ela tem 16 pontos, e o São Paulo, quarto colocado, 17. Já o Furacão chegou justamente à terceira partida seguida sem vitória. Com isso, deixou o G-4 e caiu para o sexto lugar, também com 16 pontos.
No jogo deste domingo, cada time teve domínio em um tempo. Os visitantes criaram mais chances na etapa inicial, mas anotaram apenas um gol. Já a Ponte, que tinha conseguido o empate ainda no primeiro tempo, cresceu de produção após o intervalo, conseguiu a virada e poderia ter feito até mais.
A Ponte Preta vai tentar mais uma vitória diante do Corinthians, às 19h30 (horário de Brasília) de quinta-feira, na Arena Corinthians. Já o Atlético-PR vai buscar a reação contra o São Paulo, às 22h de quarta-feira, na Arena da Baixada.

Ponte Preta x Atlético-PR Brasileirão (Foto: Fábio Leoni / PontePress)Ponte Preta reage e quebra a sequência de três jogos sem vitória (Foto: Fábio Leoni/PontePress)

Ponte cresce e vira

Em busca da reação no Campeonato Brasileiro, os times apostavam em estratégias distintas. A Ponte Preta trocava passes (teve 61% de posse no primeiro tempo) tentando abrir espaços, mas encontrava dificuldades para encontrar espaços na marcação adversária. Já o Atlético-PR buscava o ataque em lances de velocidades e pelos lados do campo. Mais eficiente, ele conseguiu finalizar o triplo de vezes: 12 a quatro. Em uma delas, aos 27, o meia Nikão aproveitou cruzamento de Eduardo para abrir o placar. Mas a Macaca não se abalou. Apenas dois minutos depois, Biro Biro tocou, e o meia Renato Cajá bateu cruzado para deixar tudo igual.

Na etapa final, a Ponte cresceu de produção e passou a levar perigo ao gol rubro-negro. Biro Biro era a principal arma, com dribles em velocidade tanto pela direita quanto pela esquerda. Na melhor chance, Diego Oliveira tentou o drible, mas Otávio salvou na hora do chute. Aos 24, porém, não teve jeito. Biro Biro - sempre ele - deixou o atacante Felipe Azevedo na cara do gol para virar. O Atlético-PR, então, partiu com tudo para o ataque, mas - assim como a Macaca no primeiro tempo - teve dificuldades para ameaçar. Os mandantes tiveram espaço para ampliar, mas não aproveitaram. Os gols perdidos, porém, não fizeram falta. No fim, Ponte 2 a 1.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.