Brasileirão Série A

Com direito a olé, Palmeiras mostra força e goleia o São Paulo em casa

6/28/2015 06:03:00 PMReginaldo Júnior

Com contra-ataques rápidos e correção nos passes, Verdão atropela o rival e sobe na tabela do Brasileirão. Tricolor se mantém no G-4, mas perde moral com a derrota




Foi um massacre. O Palmeiras passou por cima do São Paulo neste domingo, na arena alviverde, pela nona rodada do Brasileirão, com uma goleada por 4 a 0 que fez o Tricolor entrar em parafuso. Mesmo sem ter a bola na maior parte do tempo, mas apostando em contra-ataques muito bem armados, o Verdão atropelou. Leandro Pereira, Victor Ramos, Rafael Marques e Cristaldo marcaram. O Tricolor apresentou deficiência nos passes, arremates a gol e marcação. Assim, acabou virando presa fácil para o time da casa.

O São Paulo tinha esperança de revanche após o Choque-Rei do Paulistão, quando também foi mal e perdeu por 3 a 0. Ficou só na vontade. O Verdão mostrou mais uma vez quem manda na arena.
Com o triunfo, Palmeiras vai a 12 pontos e sobe para o 10º lugar. O São Paulo se mantém no G-4, mas caiu para o quarto lugar, com 17 pontos.

leandro pereira palmeiras x são paulo (Foto: Marcos Ribolli)Leandro Pereira festeja o gol que abriu a goleada do Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)

O Palmeiras foi preciso, objetivo, não enrolou. Enquanto o São Paulo, com 68% da posse de bola no primeiro tempo, acertou bola na trave, com Pato, e desperdiçou três chances claras, todas em chutes errados de Michel Bastos, o Verdão mostrou como se faz: quando o espaço se abriu, o time da casa não perdoou.

Primeiro, com Leandro Pereira, chutando de primeira, de fora da área, aos 31 – a bola desviou em Souza e enganou Ceni, que chegou a desviar, mas não o suficiente para evitar o gol. O segundo, com Victor Ramos, que subiu livre para completar de cabeça a cobrança de escanteio de Robinho, aos 40.
Ao tentar reagir, o Tricolor abusou dos passes errados, entregando a bola de bandeja para contra-ataques do Verdão.

O panorama se manteve no segundo tempo: o São Paulo, que perdeu o técnico Juan Carlos Osorio, expulso no intervalo por reclamação, tinha a bola, mas não sabia o que fazer com ela. O Palmeiras, muito mais encorpado, seguiu apostando em contra-ataques rápidos, com passes certos.

Foi assim que saiu o terceiro gol, aos 13 minutos: a bola roubada no meio-campo passou por Dudu, Arouca e Egídio antes do toque final de Rafael Marques.Tudo de primeira. Detalhe: essa jogada saiu quando o Verdão tinha um a menos: Leandro Pereira se machucou e teve de deixar o campo. Cristaldo, o substituto, aguardava autorização para entrar enquanto a jogada se desenrolava.
Cristaldo, aliás, deixou o dele, completando a goleada. Com o São Paulo totalmente desorganizado, deixando enormes espaços às costas de seus laterais, o Verdão se aproveitou. Egídio acertou um cruzamento longo e achou o argentino livre para ampliar.

À essa altura, o São Paulo era uma bagunça só. Um time sem coordenação e força, o que permitiu ao Palmeiras tocar a bola e ouvir o "olé" nas arquibancadas da arena.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.