Brasileirão Série A

Atlético-PR vence o Figueirense e mantém a liderança do Brasileirão

6/03/2015 09:58:00 PMReginaldo Júnior

Com gol de Nikão no primeiro tempo, Furacão vai a 12 pontos e não pode ser alcançado por ninguém. Figueirense fica na incômoda 15ª colocação




O Atlético-PR venceu o Figueirense por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, e manteve a liderança do Brasileirão com 12 pontos. Nikão marcou belo gol de dentro da área no primeiro tempo e fechou o placar que manteve o time catarinense na incômoda 15ª colocação. 

Na fria Curitiba de 13 graus centígrados, a Arena da Baixada com o teto retrátil fechado e a pressão de 13.636 torcedores pagantes (renda R$ 197.150 mil) deu o clima para o Atlético-PR dominar o jogo durante todo o primeiro tempo. Cada vez mais líder em campo, Walter criou boas chances, enlouqueceu a defesa do Figueirense e fez o passe para o gol. No segundo tempo, o Furacão caiu de ritmo e o Figueirense aumentou a ofensividade, mas não achou o caminho do gol. 

Na sexta rodada, o Atlético-PR defende a liderança conta o Vasco, na Arena da Baixada, neste sábado, às 22 horas. O Figueirense volta para casa e recebe o Palmeiras no domingo, às 19h30, no Orlando Scarpelli. 

Atlético-PR Figueirense Arena da Baixada (Foto: Fernando Freire)Nikão fez o gol do Atlético-PR aos 19 minutos do primeiro tempo e deu a vitória do Furacão (Foto: Fernando Freire
Furacão é pressão no começo

O Atlético-PR entrou em campo com uma formação ofensiva com três atacantes e liderada por Walter, que assustou na sua primeira boa finalização mandando um chute de fora da área e que passou perto do ângulo direito do goleiro Alex Muralha. O atacante também teve atuação importante no gol com belo passe para Nikão chutar forte de dentro da área aos 19 minutos. Desorganizado, o Figueirense criava pouco e teve um gol anulado depois que Clayton recebeu em posição irregular e bateu cruzado para dentro do gol. Enquanto isso, Walter ficou no quase novamente em uma cabeçada à queima roupa que Muralha defendeu no susto.

Atlético-PR cai de ritmo, mas Figueira não aproveita

No segundo tempo, o técnico Argel Fucks mudou de atacante e colocou Elias no lugar de Everaldo no Figueirense. Do lado do Atlético-PR, Milton Mendes desmontou o esquema com três atacantes reforçou o meio de campo com a entrada de Giovanni para a vaga Cléo. A equipe catarinense passou a pressionar um pouco mais e o apagado Carlos Alberto quase marcou aos 31 minutos antes de ser substituído, mas o resultado foi mesmo a manutenção do Furacão na ponta.

Fonte: Globo Esporte


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.