Copa América

Substituto de Suárez falha, Argentina bate Uruguai e divide liderança com paraguaios

6/16/2015 10:35:00 PMReginaldo Júnior





Aguero fez o gol da vitória da Argentina sobre o Uruguai
Aguero fez o gol da vitória da Argentina sobre o Uruguai. Foto: Getty
Após vacilar e ceder o empate ao Paraguai na estreia, a Argentina se recuperou em grande estilo na Copa América. A seleção alviceleste fez clássico com o Uruguai e venceu por 1 a 0 no estádio La Portada de La Serena, em La Serena, pelo fechamento da segunda rodada do grupo B. Sergio Aguero fez o único gol da partida.
O revés da Celeste Olímpica poderia ser evitado, mas Diego Rolan desperdiçou chance inacreditável. O atacante, que é o titular no lugar do suspenso Luis Suárez e inclusive veste a camisa 9 do astro do Barcelona, teve a bola na área sem goleiro e mandou por cima do alvo.

Com o resultado, a Argentina chega a quatro pontos e divide a liderança com o Paraguai, que mais cedeu bateu a Jamaica por 1 a 0. Os dois times estão igualados em todos os critérios de desempate. Já o Uruguai, que havia superado os caribenhos por 1 a 0 em seu primeiro jogo, estão com três pontos. Os jamaicanos estão zerados e na lanterna da chave.

O triunfo ainda pôde ser visto como uma revanche para os alvicelestes. Afinal, na última Copa América, em 2011, a equipe, que era a sede do torneio, perdeu nos pênaltis nas quartas de final para o Uruguai, que ficaria com o título.

Para a partida, Óscar Tabarez colocou Álvaro González na vaga de Carlos Sánchez com a intenção de fortalecer a marcação. A estratégia se mostrou útil no primeiro tempo, quando Lionel Messi não conseguiu aparecer muito.

Os argentinos até criaram mais nos 45 minutos iniciais, mas o jogo teve poucos lances de perigo e ficou no empate sem gols. Pastore e Aguero pararam em defesas fáceis de Muslera. O Uruguai, por sua vez, assustou com cabeceios de Godín e Rolan, que foram perto do alvo.

Dessa forma, o lance que mais chamou atenção antes do intervalo foi a expulsão de Tata Martino. Após reclamar com o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci, o técnico argentino foi excluído do clássico aos 31 minutos.

Na volta para a etapa final, a Argentina seguiu com maior volume de jogo. A Celeste Olímpica até continuava marcando firme, mas cedeu aos 11 minutos. Zabaleta, que foi reserva no primeiro jogo, levantou da direita, e Aguero mergulhou de peixinho para mandar à rede.

Depois do gol, o confronto ficou marcado pela tensão. Primeiramente, os jogadores discutiram após Rojo trombar com Giménez de forma intencional. Minutos depois, Messi ‘peitou' Arévalo Ríos após uma falta.

Nervosismo à parte, os comandados de Tabárez tiveram uma ótima ocasião para empatarem, mas Rolan desperdiçou. Aos 29 minutos, Romero espalmou chute de Maxi Pereira de fora da área, o atacante do Bordeaux pegou a sobra e, sem goleiro, mandou por cima do alvo.

Álvaro González ainda quase marcou com uma finalização de fora da área aos 34, e Messi respondeu ao parar em defesa de Muslera quatro minutos depois. No fim, os atuais campeões do torneio pressionaram. Na melhor chance, Abel Hernández viu Romero fazer ótima defesa em seu chute de dentro da área. Porém, o placar não seria mais movimentado.

Pela próxima e última rodada do grupo B da Copa América, a Argentina enfrentará a Jamaica no estádio Sausalito, em Viña del Mar, às 18h30 (de Brasília). No mesmo dia, o Uruguai jogará com o Paraguai, novamente no La Portada de La Serena, às 16h.

Fonte: ESPN


You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.