Brasileirão Série A

Com reservas, Galo vence, volta ao G-4 e deixa Verdão em alerta

11/08/2014 08:40:00 PMReginaldo Júnior

Garotos como Dodô e Marion brilham, e Atlético-MG chega à vitória no último jogo do Palmeiras no Pacaembu antes da inauguração da Arena

No último jogo do Palmeiras como mandante no Pacaembu, antes da inauguração de sua nova Arena, quem fez a festa foi o Atlético-MG. Ou melhor: o time reserva do Atlético-MG. Priorizando a final da Copa do Brasil, o técnico Levir Culpi poupou seus titulares e mandou a campo uma equipe que mesclava jogadores experientes, como Pierre e Leandro Donizte, com alguns bons garotos formados na base do Galo, como Dodô e Marion. Deu certo.

Sólido na defesa e letal nas bolas paradas e contra-ataques, o Atlético-MG venceu o Palmeiras por 2 a 0, chegou a 57 pontos e voltou para o G-4, na terceira colocação. Já o Verdão, que havia aberto cinco pontos do Z-4, pode ver essa distância cair para apenas dois neste domingo, caso o duelo catarinense entre Figueirense e Chapecoense termine empatado e o Vitória vença o São Paulo em Salvador.

O público pagante na despedida do Palmeiras do Pacaembu foi de 24.368 pessoas (26.630 no total), com renda de R$ 602.520,00. O time alviverde saiu vaiado de campo.

Na quarta-feira, o Atlético-MG inicia a decisão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, no Independência. Pelo Brasileirão, o Galo recebe o Figueirense, domingo, também no Horto. Já o Palmeiras, no mesmo dia, faz o clássico Choque-Rei contra o São Paulo, no Morumbi.

Pedro Botelho e Valdivia, Palmeiras x Atlético-mg (Foto: Marcos Bezerra / Agência Estado)Pedro Botelho e Valdivia, em lance de Palmeiras x Atlético-MG (Foto: Marcos Bezerra / Agência Estado)

O jogo

O Palmeiras teve a semana inteira para treinar para este jogo e, dentre seus principais jogadores, só não tinha o zagueiro Lúcio (com uma virose) e o volante Wesley (suspenso). Mesmo assim, parecia um catadão em campo, sem entrosamento. Valdivia, muito bem marcado, era o único que conseguia produzir algo de útil. Na melhor oportunidade, deixou Henrique na cara do gol, logo aos 8 - o atacante driblou Victor, mas falhou na finalização. Com seu time reserva, o Atlético-MG, com quatro volantes, apostava nos contra-ataques e nos lances de bola parada. Dodô teve duas chances em cobranças de falta - na primeira, mandou direto para o gol, e viu Prass fazer bela defesa; na segunda, cruzou na medida para o zagueiro Tiago marcar de cabeça. Festa do "Galo B", apreensão dos palmeirenses no Pacaembu, que vaiaram o time na saída para o intervalo.

No segundo tempo, Dorival voltou com Diogo e Mouche nos lugares de Allione e Mazinho, e o Palmeiras ensaiou uma pressão. Chegou a ter 58% da posse de bola e jogar inteiro no campo de defesa do Atlético-MG. Valdivia continuou sendo o mais lúcido da equipe. Faltava a ele uma boa companhia. Ao Galo, sobravam força defensiva e velocidade nos contra-ataques. Foi num lance assim que o time mineiro matou o jogo, com Dodô. O garoto de 20 anos iniciou a jogada e chegou na frente para concluir com estilo, dando um drible desmoralizante no volante Renato.

Palmeiras x Atlético-MG - comemoração gol do Galo (Foto: Marcos Bezerra / Agência Estado)Dodô comemora seu golaço no Pacaembu (Foto: Marcos Bezerra / Agência Estado)

GOLS

 

Fonte: Globo Esporte e vídeo do YouTube

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.