Brasileirão Série B

Falta de pontaria e goleiros decisivos: Ceará e Atlético-GO ficam no empate

11/07/2014 10:18:00 PMReginaldo Júnior

Atacantes perdem chances claras de gol e partida não sai do 0 a 0. Sonho de garantir vaga no G-4 acaba para Vovô e Dragão nesta rodada

http://www.vozao.com.br/nv/wp/wp-content/uploads/2014/11/Fotor11072339.jpg
Foto: Vozão.com

Em um confronto direto pelo G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Ceará recebeu o Atlético-GO na Arena Castelão e ficou no empate por 0 a 0, pela 34ª rodada. O resultado deixa o Boa Esporte, que mais cedo bateu o América-RN, na quarta colocação.

Os mineiros foram a 54 pontos e poderiam ser superados pelo Atlético-GO, que, com a igualdade, ficam com 53. Já o Ceará, com 51, está no sétimo lugar. De qualquer forma, o time alvinegro, por ter 14 vitórias contra 16 do Boa, não conseguiria entrar no G-4.

O dia até foi favorável aos mineiros, mas, para a rodada ser toda favorável, a equipe precisará de um tropeço do Santa Cruz no clássico contra o Náutico. Afinal, com 51 pontos, o time tricolor tomará o quarto lugar em caso de vitória.

Pela próxima rodada da Série B, o Ceará, que vinha de quatro derrotas e completou cinco jogos sem vencer, receberá o Vasco, no sábado, às 16h20 (de Brasília). Três dias depois, o Atlético-GO, que tinha vencido seus últimos cinco confrontos, visitará o Paraná Clube, às 21h.

Kayke desperdiça chances, e Márcio salva o Atlético-GO

Mesmo atuando na Arena Castelão, o Atlético-GO criou a primeira chance perigosa do compromisso. Com nove minutos, aproveitando corte errado da zaga mandante, o centroavante Kayke recebeu livre na área e emendou de primeira, mas encobriu o travessão defendido por Luís Carlos. A resposta do Ceará veio no minuto seguinte. Assisinho arrancou pela ponta esquerda e cruzou na medida para Marcos. Porém, o goleiro Márcio, com o pé, realizou uma intervenção milagrosa.

Quando o relógio apontou a marca dos 15, Márcio se encarregou de uma cobrança de falta na intermediária. Porém, finalizou na base da força e carimbou a barreira. No rebote, o arqueiro visitante concluiu firme e mandou a bola por cima. Dois minutos mais tarde, em seu posto convencional, o experiente jogador evitou o gol alvinegro, em chute à queima-roupa de Bill, após bela jogada de Magno Alves.

Com 23 jogados, a equipe visitante assustou. Em contra-golpe rápido, Mateus Caramelo deixou Samuel Xavier para trás, com uma bela meia-lua, e cruzou para Kayke, que finalizou muito mal, de primeira, por cima do gol. No minuto seguinte, os mandantes novamente pararam em Márcio. Após confusão na área rubro-negra, Magno Alves chutou com força, mas viu o adversário, no meio do gol, espalmar.

Antes de seguir para os vestiários, o Ceará ainda protagonizou uma grande oportunidade. Magno Alves recebeu na intermediária, driblou a marcação com facilidade e chutou firme. A bola desviou no companheiro Bill e saiu rente ao travessão de Márcio, que apenas olhou.
Mesmo com boas oportunidades, placar da Arena Castelão não sai do zero

Ciente da necessidade do resultado positivo, o Atlético-GO voltou melhor para o período complementar e logo criou uma boa chance. Com sete jogados, Thiago Primão foi à linha de fundo e cruzou para Pedro Bambu. O volante finalizou firme, mas mandou a bola rente à trave direita de Luís Carlos. Aos 19 minutos, o Ceará criou sua melhor chance na partida. Após chutão do zagueiro Diego Ivo, Bill aproveitou furada da marcação e partiu livre. Porém, ao invadir a área com liberdade, tentou finalizar por cobertura e viu a conclusão tomar o frustrante caminho da linha de fundo.

Impaciente, PC Gusmão trocou Assisinho, que realizou uma boa exibição, e promoveu a entrada de Lulinha, com 21 jogados. Na marca dos 30, o comandante mandante sacou o centroavante Bill e promoveu a entrada de Eduardo.

Com o meio-campo preenchido, o time alvinegro criou uma grande oportunidade para tirar o zero do marcador, aos 31 minutos. Magno Alves recebeu na área e finalizou de primeira, mas viu Márcio protagonizar uma providencial intervenção.

Com 34 jogados, Magno Alves teve a chance de presentear a torcida com o tão sonhado gol. Porém, livre na área, o atacante isolou a bola, em lance que Márcio apenas torceu. Bem posicionado, o Atlético-GO se fechou e apostou nos contra-golpes durante os minutos finais, mas também não conseguiu balançar a rede.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 x 0 ATLÉTICO-GO

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE
Data: 7 de novembro de 2014, sexta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison-RS e Maurício Coelho Silva Penna-RS
Cartões amarelos: Artur, Adriano Alves e Jonas (Atlético-GO)

CEARÁ: Luís Carlos; Marcos, Sandro, Diego Ivo e Samuel Xavier; Michel (Felipe Amorim), João Marcos e Ricardinho; Assisinho (Lulinha), Magno Alves e Bill (Eduardo)
Técnico: PC Gusmão

ATLÉTICO-GO: Márcio; Mateus Caramelo, Artur, Adriano Alves e Diogo Goiano; Willian Arão, Pedro Bambu, Thiago Primão (Jonas) e Jorginho; André Luís (Thiago Feltri) e Kayke
Técnico: Wagner Lopes

Fonte: ESPN

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.