Brasileirão Série A

Sem força ofensiva, Goiás e Grêmio amargam segundo empate sem gols

10/18/2014 08:45:00 PMReginaldo Júnior

Desfalcados dos artilheiros Erik e Barcos, Alviverde e Tricolor fazem duelo de pouca inspiração no Serra Dourada e repetem o 0 a 0 do primeiro turno

Goiás e Grêmio maltrataram o torcedor que esperava uma partida com o mínimo de emoção. Ao contrário do confronto no primeiro turno, pouca criatividade e raras chances de gol foram a tônica do duelo na noite deste sábado, no Serra Dourada, em Goiânia. De semelhante, apenas o placar, que permaneceu inalterado até o apito final: 0 a 0. Assim como em Porto Alegre, em julho.
Erik e Barcos, suspensos, certamente fizeram falta. Mas sequer houve grandes oportunidades para que os atacantes mostrarem faro de gol, caso tivessem jogado. Na jogada de maior perigo, Thiago Mendes foi mal na conclusão e parou em Marcelo Grohe. Assim como o Goiás, ligeiramente melhor no segundo tempo, acabou freado pelo Grêmio, consistente no sistema defensivo.

Alviverde e Tricolor deixam a 29ª rodada da Série A para trás com apenas um ponto conquistado e sem muito ganho na tabela. Os donos da casa vão a 38 pontos e seguem em nono lugar, mas podendo ser ultrapassado após os resultados de domingo. O mesmo vale para os visitantes, ainda na quinta colocação, agora com 47 pontos. Na quarta-feira, os goianos viajam para enfrentar o Sport, às 22h30, na Ilha do Retiro. Mais cedo, ás 21h, os gaúchos recebem o Figueirense na Arena.

Goiás x Grêmio no Serra Dourada (Foto: Renato Conde/O Popular)Esquerdinha: meia do Goiás tenta fugir da marcação cerrada do Grêmio (Foto: Renato Conde/O Popular)

Insosso

Em primeiro tempo morno, Goiás e Grêmio deixaram claro desde o início a carência de inspiração. Sem criatividade, as duas equipes pouco produziram e quase não chegaram ao ataque com qualidade. Se estivessem em campo, possivelmente Erik e Barcos sequer teriam sido notados, já que a bola não parou nos setores ofensivos de goianos e gaúchos. Com peças um pouco mais qualificadas, o time comandado por Felipão teve maior posse e esboçou mais organização. A melhor chance, porém, caiu nos pés de Samuel, do Alviverde. Contudo, o atacante parou na defesa de Marcelo Grohe.
 
Goiás cresce, mas não o suficiente

Na etapa final, coube ao Goiás retornar com um ímpeto um pouco maior. Mandante, o time tentou fazer valer o fato de atuar em casa e mostrou mais iniciativa. Com Thiago Mendes e Esquerdinha mais participativos, o Alviverde criou mais e esteve mais próximo do gol. O Grêmio, por sua vez, ficou retraído e praticamente não ousou pressionar o adversário.

Além de algumas chegadas com Samuel, o Goiás soube usar mais Thiago Mendes. Logo no começo, aos três minutos, o volante foi lançado em profundidade, saiu cara a cara com Grohe, mas não foi feliz na conclusão e chutou em cima do goleiro. Aos 31, novo arremate perigoso de Thiago, mas para fora. Dando indícios de estar satisfeito com o resultado, o Tricolor se limitou a esboçar alguns contra-ataques, mas nada suficiente para alteral o placar, que permaneceu intacto.

Fonte: Globo Esporte

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.