Brasileirão Série B

América-RN volta à Série B com vitória e derruba Braga para Z-4

7/16/2014 12:00:00 AMReginaldo Júnior

Fernando Henrique comete duas falhas no primeiro tempo, mas Max (duas vezes), Wanderson e Rodrigo Pimpão garantem triunfo do Mecão

Após 42 dias sem jogos oficiais, o América-RN começou devagar, cometeu falhas, mas melhorou ao longo da partida e venceu o Bragantino por 4 a 2 na noite desta terça-feira, na Arena das Dunas, pela 11ª rodada da Série B do Brasileiro. No estádio que recebeu quatro jogos da Copa do Mundo, os torcedores viram Fernando Henrique falhar duas vezes no primeiro tempo, nos gols de Guilherme Mattis e Geandro. Mas Max, duas vezes, Wanderson e Rodrigo Pimpão lideraram a virada.
A vitória coloca o América-RN na nona colocação, com 16 pontos. O Bragantino, que adotou o discurso de arrancar para tentar o acesso, cai para a zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 10 pontos.

O Mecão tenta manter o embalo no próximo sábado, 19, quando visita o Vasco, às 16h20, em São Januário. O Massa Bruta tenta a reabilitação no mesmo dia, mas às 21h, contra o Sampaio Corrêa, no Nabi Abi Chedid.

Max - comemoração - América-RN x Bragantino (Foto: Augusto Gomes) 
Max comemora um de seus gols na vitória do América-RN sobre o Bragantino (Foto: Augusto Gomes)

Levou apenas um minuto e 49 segundos para que o torcedor do Bragantino tirasse o pó da garganta. Foi com este tempo de jogo que Guilherme Mattis superou a zaga do América-RN no jogo aéreo e cabeceou. A testada foi fraca, mas Fernando Henrique espalmou para dentro do gol. Não deu tempo para lamentar ou comemorar. Com seis minutos, foi a vez do Mecão matar a saudade da rede adversária. Fabinho saiu na cara do gol e tocou para Max, sem goleiro, empatar o jogo. Quando o clima em campo esfriou, Fernando Henrique cometeu nova falha. Aos 20 minutos, Geandro cobrou falta em meia altura para a área. A cobrança atravessou a zaga sem que ninguém desviasse. O arqueiro foi traído pelo quique da bola e, novamente, mandou para dentro do próprio gol.

Se Fernando Henrique foi o vilão da primeira etapa, no segundo tempo, foi a vez da zaga do Bragantino cochilar. Com nove minutos, Morais recebeu na área e dominou com liberdade, sem marcação. Cara a cara com Renan, driblou o goleiro, que o derrubou em um carrinho. Pênalti. Max, com frieza, andou até a marca da cal, deslocou o arqueiro e empatou o jogo. Com 26 minutos, mais um vacilo. Ao recuperar uma bola na ponta direita, a defesa do Massa Bruta saiu jogando errado, e acabou dando nos pés de Wanderson, que invadiu a área e soltou uma bomba cruzada. Sem chances para Renan. Já nos acréscimos da segunda etapa, Fabinho cruzou com precisão para Rodrigo Pimpão anotar o quarto gol e garantir o triunfo.

Fonte: Globo Esporte

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.