Copa do Mundo

CR7 marca, Portugal vence Gana e é eliminado

6/26/2014 03:01:00 PMReginaldo Júnior

Melhor jogador do Mundo perde três gols feitos, repete Figo em 2002 e dá adeus à Copa ainda na primeira fase. Africanos também voltam para casa


Cristiano Ronaldo não conseguiu carregar sozinho nas costas a seleção de Portugal
Foto: Jorge Silva / Reuters
Ter o melhor jogador do mundo apenas não basta - ainda mais longe de sua melhor forma. É preciso qualidade e um elenco competitivo para ir longe na Copa do Mundo. Tudo o que faltou a Portugal em 2014. Em mais uma atuação recheada de erros inviduais, a seleção de Cristiano Ronaldo apenas confirmou o que já estava desenhado após as duas primeiras rodadas. Até venceu Gana por 2 a 1 na tarde desta quinta-feira, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, mas foi eliminada ainda na primeira fase do Mundial. A seleção africana também deu adeus à competição. 
 
Erros, erros e mais erros

Ter a posse de bola nem sempre significa estar mais perto do gol. É preciso tratá-la com carinho, acertar os passes para que o domínio resulte em chances claras. Algo que Portugal passou longe de conseguir nesta Copa do Mundo. O primeiro tempo contra Gana foi apenas uma repetição do futebol apresentado contra Alemanha e Estados Unidos: erros infantis de passe, pouca movimentação e espaços na defesa. A seleção africana também não fugia à regra. Sem dois de seus principais jogadores, já que Muntari e Boateng foram suspensos por indisciplina pela própria federação de futebol do país, foi dominada e assustou apenas em duas finalizações de Gyan. O tempo corria, Alemanha e Estados Unidos empatavam.

A "Ola" organizada pela torcida antes dos 15 minutos já dava a tônica do jogo morno que rolava no gramado. Com novos problemas médicos, o técnico Paulo Bento mudou a escalação. Veloso foi improvisado na lateral esquerda, William Carvalho entrou no meio e o volante Ruben Amorim ganhou a vaga do meia Raul Meireles. Teoricamente, tornou ainda mais defensivo um time que precisa de gols para avançar. A insistência em lançamentos longos na direção de Cristiano Ronaldo não dava certo. O tempo corria contra as duas seleções. Em um dia em que até o melhor jogador do mundo perde um gol de cabeça na pequena área, a eliminação ainda na fase de grupos parecia questão de tempo.

Nem mesmo a motivação financeira animava Gana a buscar a classificação, algo bem menos complicado do que o sonho português. Substitutos de Muntari e Boateng, o meia Badu e o atacante Waris pouco apareciam. Diante de tantos erros individuais, só mesmo um gol contra para tirar o zero do placar. Veloso cruzou da esquerda e o zagueiro Boye cortou errado. A bola ainda bateu no travessão e na trave antes de entrar. Um retrato da sofrível campanha da seleção de CR7 no Mundial  Assim como último lance da etapa: João Pereira demorou tanto para bater o lateral que o juiz encerrou o jogo quando quase todo o time de Portugal esperava pela bola na área.

CR7 desencanta, mas falha no fim

A história do jogo mudou em um minuto. O tempo corria, mas parou por um instante. Em Recife, Müller colocou a Alemanha em vantagem e deu um pouco de esperança ao Mané Garrincha. Segundos depois, Gana chegou ao empate em Brasília. Cruzamento de trivela de Asamoah, gol de cabeça de Gyan. A alegria mudou de lado, assim como o apoio da torcida: mais um gol daria a vaga a Gana. Waris teve a chance de ouro, mas cabeceou para fora.

Cristiano olhava para o céu inconsolável. O tempo corria e ele parecia não acreditar que estava perto de repetir a história de Luis Figo, português eleito o melhor do mundo em 2001 e eliminado na fase de grupos da Copa do ano seguinte. Jogando quase sozinho diante de tantos erros, o capitão quase não tinha mais forças para lutar. Só não saiu zerado da Copa graças ao goleiro Dauda, que falhou e entregou a bola em seus pés no segundo gol português. Chegou a três gols em Mundiais, um cada que disputou: 2006, 2010 e 2014.

Não deu. O tempo correu para Portugal. Dois anos mais velha, a geração semifinalista da Eurocopa de 2012 deixa o Brasil com uma marca negativa nas costas. O tempo não foi suficiente para Gana, que chegou a ficar a apenas um gol da classificação.

Fonte: Globo Esporte

You Might Also Like

0 comentários

Não é Permitido Palavrões!!!







.